Palavras de Ir. Tonny sobre conquista da Fazenda Antas, em Sapé, Paraíba

campoMensagem da Irmã Tonny, Religiosa Franciscana, hoje vivendo na Holanda, grande lutadora da causa dos pobre, em especial dos camponeses e camponesas, junto a quem trabalhou várias décadas na Paraíba, na CPT e outros espaços eclesiais, e que hoje saúda os Trabalhadores e Trabalhadoras da Comunidade de Antas, município de Sapé – PB, pela sua brava conquista:

“Querido Povo da Fazenda Antas, Elizabeth Teixeira, CPT e…todos que ajudaram para esta vitória poder acontecer. (Eu no meio, também, penso agora, me lembrando do começo desta Luta, aí)…

Parabéns gente com esta vitória no Supremo Tribunal!

Antes de tudo meus pensamentos vão para àquelas/àqueles no meio do povo que iniciaram esta Luta braba e ainda estão PRESENTES ATIVAMENTE nela!

Parabéns de coração para todos e… continuem com amor mútuo, pois é agora que a Caminhada precisa de grande esforço e coragem para se criar, aí, ‘Terra Fertil’ por Vida melhor para a Comunidade toda!

Mas antes de tudo, dançam, brincam, festejam a alegria desta vitória. Eu, de coração, vibro juntos com todos vocês.
Quem sabe, pode se celebrar este momento de maneira mais especial e organizado, no dia 02 de abril, dia que faz 52 anos que João Pedro Teixeira tombou, nesta Luta que ele tinha começado nos anos cinquenta, conversando pacientimente com os companheiros dàquele tempo, exatamente neste lugar!

E… aliais, qual foi a data que Sandoval foi assassinado na Luta por esta Terra?

Acredito que todos os lutadores, que deram sua vida e seu sángue pela libertação das terras para o Povo, estão presentes em tudo que vocês juntos celebram e fazem em cada momento desta Caminhada tão importante.

O fato que a terra aonde começaram os primeiros passos da Luta, agora é livre para o Povo, tem um significado todo especial ao meu ver.

Como é importante que Elizabeth Teixeira, esposa de João Pedro, ainda, ao completar 89 anos, na próxima semana, pode presenciar esta vitória: mais uma gotinha na Reforma Agrária, que ela não para de defender.
Pois, é Caminhando que continua se fazendo A História do Povo de Deus.

É como Maria Romão de Mucatu, num dia de um passo positivo na luta, falou: “A gente luta, luta e sofre; passa por uns vinte sofrimentos, para de repente ter uma pequena vitória, que faz esquecer todo o sofrimento. E é isso que faz a gente continuar nesta Caminhada.”

É com estas palavras e com muito mais pensamentos e sentimentos ainda, que me sinto fazer parte desta História do Povo de Deus à Caminho.

E repito: “PARABÉNS PARA TODOS VOCÊS” !!!

Recebam abraços com tudo de bem de

Tonny.

Mais informações sobre o Memorial das Ligas Camponesas: http://www.ligascamponesas.org.br/?p=75