Twitter e TV Senado. Você não perde por espiar…

charge-brasil-de-todos

O que é mais difícil: resumir uma idéia em 140 caracteres ou fazer com que esta idéia seja o tópico mais comentado do momento?

Que as palavras têm poder, todo mundo sabe. E quando estas palavras viram uma idéia e esta passa a ser aceita, que sucesso.

No Twitter não poderia ser diferente.  Afinal, a afinidade por assunto é também um dos seus maiores chamarizes. E quando um assunto é o mais comentado do momento, há um espaço que o destaca, como uma espécie de lista de “assuntos mais falados”, conhecido como TT’s (vem da abreviação de “trending topics”).

Imaginem a quantidade de pessoas que podem estar falando sobre o mesmo assunto ao mesmo tempo, na internet!  É algo imensurável.  E futilidade então…É impressionante como tem muita gente falando sobre o mesmo assunto fútil ao mesmo tempo.

Nos infames anos 60, onde a ditatura militar oprimia o povo, dava-se o jeito para que grupos sociais se articulassem sem chamar atenção do milicos.  E por conta disto, conquistou-se com muita luta os direitos constitucionais de liberdade de expressão e livre organização social, com ressalvas às para-militares, é claro.

Hoje em dia, tendo em vista às Tsunamis de escândalos no poder público, poucos são os que pintariam seus rostos e sairiam pelas ruas gritando por justiça, por moralização nos aparelhos representativos do povo, apesar de ter muita vontade.  Infelizmente, o comodismo está superando o inconformismo.  Seria preguiça de lutar?

E o que o Twitter tem a ver com isto?

Ao abrir a página principal, gostaria de ver assuntos como “desigualdade social”, “eleições” em destaque, ao invés de programas de reallity show.

Eis um grande desafio.

Bem que aquele apresentador simpático e grisalho poderia chamar a seguinte vinheta:  Vamos dar uma espiadinha na TV Senado.  Você não perde por espiar.

Torço por 140 caracteres de moralização no poder público, pela justiça, pela luta contra o preconceito racial, sexual e pela liberdade religiosa.

Só para vocês terem uma idéias, através do twitter , houve uma campanha para que sensibilizassem o diretor do programa  BBB10, o Boninho, para que fosse refeita  a prova do líder, pois havia indícios de injustiça contra um participanete.  Imaginem se estas mesmas pessoas utilizassem este meio, o Twitter, para solicitar coisas mais importantes para suas próprias vidas?

Se as pessoas soubessem do poder  que consiste a união, a coisa não estaria como está.

Por isto , fica aqui minha torcida, para que um dia a TV Senado/ TV Câmara passe a ter uma linguagem tão atrativa quanto o twitter e programas de reallity show, para que estes espectadores acompanhem de perto o dia a dia de nosso país, para assim chegarmos à um futuro próspero e digno.
Sobre a autora

Caroline Barros é Bacharel em Direito pela Universidade Federal Fluminense, advogada tributarista e livre pesquisadora em direito e sociologia. Contato: [email protected] ;www.twitter.com/mmecarol