Transporte alternativo do Complexo do Alemão é atacado pela polícia

Por Patrick Granja / A Nova Democracia

Na tarde de ontem, dia 11 de outubro, o transporte alternativo do Complexo do Alemão foi proibido de circular pela Polícia Militar. Segundo os trabalhadores que operam o serviço, do dia para a noite, as licenças cedidas pela prefeitura aos motoristas foram canceladas, vários deles foram multados e tiveram seus documentos apreendidos pela PM. Além do mototaxi, as Kombis são o único meio de transporte que circula dentro das treze favelas do Complexo. Com a proibição, idosos, deficientes, crianças e outros trabalhadores também foram pegos de surpresa e ficaram sem ter como ir para casa. A repressão ao serviço é mais um capítulo do regime de exceção imposto pelas forças de repressão do velho Estado no Complexo do Alemão.

Segundo o comando do exército, as multas aplicadas indevidamente seriam canceladas e os documentos apreendidos seriam devolvidos. No entanto, até o final da noite de ontem, as infrações aplicadas aos trabalhadores continuavam relacionadas no portal do Departamento Estadual de Trânsito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *