SP: bancários param e dão resposta contra plano rebaixado do Banco do Brasil

A participação dos bancários à paralisação de 24 horas no Banco do Brasil de São Paulo foi massiva nesta quinta-feira (7). Logo pela manhã, os funcionários do BB formaram piquetes em frente aos prédios administrativos e em algumas agências na região central e de Osasco e região.

Os bancários responderam à altura a tentativa do banco em reduzir a carga horária com os salários. A paralisação foi intensa também nos postos administrativos conhecidos como CSL, CSI, e Vila Mariana.

No principal prédio do banco, o complexo São João, a tentativa do banco de tentar intimidar os trabalhadores não deu certo. “A greve no complexo de São João está forte, apesar da repressão do Banco do Brasil”, ressaltou a integrante do Movimento Nacional de Oposição Bancária, Juliana.

egundo a bancária, pela manhã, a polícia chegou para tentar impedir a realização do piquete. “Mas as pessoas que estavam aqui continuaram firmes seguiram com a paralisação”, disse.

Para Juliana, o desafio será dar continuidade as reivindicações dos bancários do Banco do Brasil e levá-la para os demais estados do país. “O comando da greve indicou um dia nacional para 20 de março contra o plano do Banco, vamos buscar consolidar e dar peso para essa mobilização para que alcance adesão de bancários de todo Brasil”, reforçou.

Fonte: CSP-Conlutas