Presença

Hoje assisti um filme no Mag Shopping. Lembrava de uma frase que uma velha amiga me dissera: que tinha ficado um crédito enorme em favor do presente. Pensei, verdadeiramente: ficou um crédito enorme em favor do presente. E se apenas tivesse o presente, não seria o bastante? Seria o bastante, sim. Estar aqui, estar aqui pensando, amando, respirando, vendo, ouvindo, projetando, sonhando, imaginando, sentindo, lembrando, tendo esperanças, seria o bastante, sim.

Veio uma tranquilidade muito grande. Pensava que a morte não é um problema: ela ocorre por ela mesma. Não precisa do meu concurso. O que me importa, é isto, estar aqui, o presente. Estar coexistindo com a minha família, meus amigos, as pessoas com quem participo de coletivos. Escrever, ler, poetizar, deixar a vida me dizer os seus segredos, silenciosamente, calada. Seria o bastante, sim, se apenas fosse isto, já seria o bastante.