Não foi o cartão de crédito que derrubou a ministra

Os setores midiáticos que a derrubaram não miravam nela, mas no que o seu cargo representava e espero continue a representar, uma trincheira para implantação de políticas afirmativas que ajudem a superar a enorme desigualdade entre negros e brancos. Por Renato Rovai (*). Leia aqui.