Morador da Maré e sargento do Bope são mortos após tiroteio

Após um arrastão na Avenida Brasil na noite desta segunda-feira (24), um grupo seguiu para a Nova Holanda, na Maré, e foi perseguido por policiais do Bope, que entraram por volta das 20h na região com apoio do Caveirão. Pouco antes, em Bonsucesso, ocorreu uma manifestação.

Segundo muitos relatos, os policiais chegaram atirando na comunidade atrás dos suspeitos e, ignorando que existem centenas de civis inocentes, fizeram muitos disparos, assustando os moradores.

Durante a troca de tiros, um morador foi baleado e morreu, próximo ao Campo da Paty. De acordo com as primeiras informações, a vítima não participava nem do arrastão nem dos protestos.

Além do morador, ainda não identificado, o sargento do Bope Ednelson Jeronimo dos Santos Silva, de 42 anos, também morreu.

“É revoltante o que eles estão fazendo, uma simples manifestação está trazendo um caos aonde moramos. Pessoas inocentes pagando todo esse preço. Eles estão invadindo as casas das pessoas de bem, fazendo ameaças, tratando essas pessoas como lixo. Estou aqui até agora tentando ir na minha cozinha, que é de frente pra rua, pra terminar a minha janta e até agora não consegui”, disse uma moradora.

Um grupo de manifestantes, que saiu da Praça das Nações, chegou a fechar uma faixa da Avenida Brasil, mas foram contidos pela Polícia Militar. Nove pessoas foram detidas durante o tumulto e foram conduzidas para a 21ª DP (Bonsucesso).

Mais informações no Jornal O Cidadão.