Dois mil trabalhadores ocupam Usina Salgado em Ipojuca, Pernambuco

Para protestar contra o modelo nacional de expansão da cana-de-açúcar para produção de agrocombustível e a morosidade da Reforma Agrária no estado de Pernambuco, dois mil trabalhadores rurais da CPT, Fetape, Fetraf e MLST ocuparam na madrugada deste domingo (7/10) para segunda-feira (8/11) a Usina Salgado, no município de Ipojuca, Zona da Mata Sul de Pernambuco. A Usina Salgado é conhecida pela imensa dívida com o poder público, inclusive o não repasse para o INSS dos impostos arrecadados dos seus trabalhadores, acarretando a impossibilidade dos mesmos em requererem direitos trabalhistas, inclusive a aposentadoria. Esta denúncia, inclusive, já foi feita pelo Ministério Público do Estado.

As dívidas atuais da Usina Salgado superam a cifra de 200 milhões de reais. As organizações exigem a expropriação das terras da Usina como forma de pagamento das dívidas que a mesma tem com a União. Para sanar também a dívida que a Usina fez com os trabalhadores, por não ter repassado os impostos retirados na fonte para o INSS, o Fórum defende que as terras devem ser revertidas para o programa de Reforma Agrária, de modo a assentar os antigos trabalhadores e os posseiros dos engenhos ligados à Usina Salgado. Saiba mais clicando aqui.