Documentário canadense mostra como foi possível que trabalhadores argentinos demitissem os patrões

The Take(Canadá, 2004, 87min. – Direção: Avi Lewis, Escrito por: Naomi Klein)

Comovente e inspirador, “The Take” mostra a história de operários argentinos, desempregados após anos de políticas neoliberais, que tomam as indústrias falidas, reativando-as.

Única saída para sobreviver, enfrentam os mais diversos setores de poder. Força de vontade, coragem e solidariedade fazem parte da luta desses homens e mulheres. (Sinopse original do docverdade, clique aqui)

* * *
PENSAMENTO
. Dica de @fabioportugal: “A verdadeira dimensão de um homem vem do modo como ele trata quem não pode fazer nada por ele” (Samuel Johnson).

* * *
IMPOSTOS
. RT @millorfernandes Me arrancam tudo à força e me chamam de contribuinte!

* * *
JORNALISTAS ECOLÓGICOS
. O Jornal O Dia na internet publicou hoje uma matéria sobre a tragédia em Niterói destacando o número de mortos, corpos resgatados, a questão das doações de e a busca por doadores de sangue. Mas, estranhamente, o título foi o seguinte: “Tartaruga e papagaio são resgatados com vida do deslizamento no Morro do Bumba”. É mole?!

Tirando essa particularidade, a referida matéria trouxe um dado impressionante: “O Serviço de Meteorologia do Rio registrou no período o maior índice pluviométrico da cidade desde que começou a medição, há mais de 40 anos: 288 mm”. Por mais que os governantes tenham bastante culpa (e têm, como tenho mostrado aqui), é notável a hipótese de que, segundo a informação acima, esta pode ter sido a chuva mais forte do Rio de Janeiro de todos os tempos, pelo fato de que não há critérios anteriores para determinar os índices de mais de 40 anos atrás.

* * *
BOBEIRA DO DIA
. O futebol é um esporte apaixonante e emocionante. O talento dos craques da bola se soma à garra e ao espírito de equipe. Ou não: www.youtube.com/watch?v=B39aA1rw8nk

* * *
JOGADA DO DIA
. Para os mais jovens (do que eu!), fiquem hoje com um dos melhores lances realizados por um goleiro em todos os tempos: Rene Higuita (clique aqui).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *