Conselho Regional de Serviço Social do Rio de Janeiro premia assistente social na TV

O Conselho Regional de Serviço Social do Rio de Janeiro (CRESS-RJ) está lançando um prêmio envolvendo personagens de TV. Nada a ver com prêmios como Emmy ou Oscar. Tudo a ver, no entanto, com o prêmio “Framboesa de Ouro”, dedicado aos piores filmes do ano.

No caso de sua premiação, o “Visibilidade Distorcida” é ligado à imagem que a TV vem divulgando sobre profissionais de Serviço Social.

Nesta primeira edição participarão da premiação personagens que tenham aparecido na TV nos últimos anos – Umbelina, do humorístico “Zorra Toral”; Diva, da novela “Insensato Coração”; Wanda, da novela “Salve Jorge”; e “Evelin”, do seriado “SOS Hospital”.

É muito comum que categorias profissionais se manifestem publicamente contra a forma como são retratadas, tanto na ficção como em notícias veiculadas pela mídia. É assim com médicos, enfermeiras, massoterapeutas e assistentes sociais, por exemplo. Na avaliação do CRESS-RJ, qualificar a percepção que a sociedade tem do Serviço Social contribui para que assistentes sociais favoreçam o acesso da população a seus direitos.

Há sete anos o CRESS-RJ vem organizando um prêmio para reconhecer quando o Serviço Social é visto adequadamente pela sociedade, chamado de “Prêmio Visibilidade das Políticas Sociais e do Serviço Social”.

Entretanto, em 2013, além da já tradicional premiação, o CRESS-RJ está lançando o “Prêmio Visibilidade Distorcida do Serviço Social”. A ideia é oferecer um prêmio simbólico para a personagem de ficção que mais foge da imagem da profissão.

A votação é aberta e está disponível através do site do Conselho: www.cressrj.org.br, com link específico para a premiação.