Cesare Battisti: Resposta ao editorial de “O Estado de S. Paulo”

Causa tristeza e decepção ver O Estado de S. Paulo posicionar-se como força auxiliar do revanchismo italiano, tomando partido contra o governo brasileiro e uma das mais nobres tradições deste país: a acolhida hospitaleira a perseguidos políticos de todos os países e orientações politico-ideológicas.

Ignorando por completo as consistentes justificativas do ministro da Justiça Tarso Genro para conceder refúgio humanitário a Cesare Battisti, o editorial “Decisão desastrada” (16/01) insistiu em desconsiderar o clima de histeria vingativa dominante na Itália no período subsequente ao assassinato de Aldo Moro — semelhante, p. ex., ao macartismo estadunidense.

Leia a análise de Celso Lungaretti clicando no título.