Acervo de autor comunista é roubado

O acervo completo do arquivo do autor comunista Octávio Brandão foi roubado nesta terça, 3 de janeiro. A documentação encontrava-se na casa de sua filha, Dionysa Brandão. O ladrão entrou sem arrombar a porta e levou apenas os documentos. “Trata-se, portanto, de crime encomendado por alguém que sabe da importância e do valor destas fontes para a reconstituição da História do Brasil Contemporâneo”, diz uma amiga de Brandão.

Octavio Brandão foi poeta, libertário, anarquista, comunista e precursor do petróleo no Brasil. Autor de obras como ‘Canais e Lagoas’, ‘Agrarismo e Industrialismo’, ‘Combates e Batalhas’, entre outras. Juntamente com Astrojildo Pereira, foi um dos formadores do PCB (Partido Comunista Brasileiro). Suas idéias e sua prática eram conhecidas pelas polícias políticas que o denominavam de “farmacêutico, perigoso, agitador de operários”. Foi preso inúmeras vezes, viveu no exílio por 16 anos e por muitas décadas na clandestinidade.

Caso alguém tenha alguma notícia desta preciosa documentação, faça contato com a redação pelo [email protected]

________________________
Da Agência Consciência.Net, janeiro de 2006

Revista diária fundada em 13 de maio de 2000.

Seções: Opinião.