VIII Semana Teológica Pe. José Comblin – Jornada Comunitária realizada na capela ecumênica da UFPB

Animada pelo grupo Kairós, ocorreu no dia 05-08-2018

Como prevista na Programação da VIII Semana Teológica Pe. José Comblin (STPJC) (cf. o “link” https://teologianordeste.net/viii-semana-teolo-gica-pe-jose-comblin.html), tivemos, na manhã deste domingo passado, a Jornada Comunitária (uma das quatro que precedem a Sessão de Enceramento da VIII STPJC, a Jornada Comunitária, na Capela Ecumênica da UFPB, em João Pessoa – PB, da qual segue um registro.

Das 08 horas às 11h30, tivemos a graça de compartilhar desse momento forte de vivência processual desta VIII STPJC, a partir do tema que vimos trabalhando: “Medellín, 50 anos: vocação e missão das Leigas e dos Leigos, à luz da tradição de Jesus”. Como havia sido combinado com os ouros grupos coorganizadores da VIII STPJC, cada Jornada comunitária refletiria sobre um dos cinco capítulos (dentro os dezesseis) componentes do Documento de Medellín. Dos 5 priorizados pelos grupos – Justiça, Paz, Pobreza, Juventude, Movimentos Leigos – foi proposto ao Kairós refletir sobre o capítulo relativo ao Laicado, até por buscar responder a convocação feita pela CNBB, que dedicou o ano de 2018 ao Laicado, e, antes disso, à convocação feita pelo Bispo de Roma, em sua proposta pastoral para os próximos anos na Exortação Apostólica “a Alegria do Evangelho”.

Como fruto de cuidadosa preparação conjunta, conduzida por uma Equipe de Leigas do Kariós (Aparecida, Glória e Lúcia), aberta a quem mais quisesse colaborar, foi elaborado um inspirado Roteiro para a celebração e estudos constantes da Jornada, além dos preparativos de arranjo do ambiente (Capela Ecumênica da UFPB).

Já antes das 08h30, eis que se põe a postos a Equipe de Recepção, a ultimar os últimos arranjos, instalar equipamentos de som e outros materiais. E as pessoas iam chegando a cumprimentar-se e a respirar a beleza daquele ambiente circundado pela mata, sentindo-se a brisa, ouvindo-se o canto dos pássaros, ao som da canção “tudo está interligado” (cf. https://www.youtube.com/watch?v=1do_VBZG9Ps .

Por volta das 8h30 seguindo o roteiro teve início a celebração com acolhida e as boas vindas (feitas por Aparecida em nome do Kairós) às pessoas presentes. Na mesma acolhida, foram anunciados os passos a serem vivenciados, começando pelo canto “eu vim para que todos tenham vida” (cf. https://www.youtube.com/watch?v=4t05u3nmoBc), que mereceu uma reflexão compartilhada, considerando-se o espírito da liturgia do dia, o tema da celebração e as circunstâncias históricas da canção, tema da campanha da fraternidade do ano de 1974, tempo de Chumbo, em plena ditadura civil-militar.

Passou-se, então, para o canto de proclamação do Evangelho, “toda palavra de vida” (cf. https://www.youtube.com/watch?v=HyDVFU12MbU), seguindo-se a leitura do Evangelho do dia João 6,24-35 (cf. confira integra da leitura no roteiro em anexo). Seguem-se um momento de silêncio e a partilha da Palavra, por várias pessoas participantes da jornada. Tratou-se também de recitar e meditar o salmo do dia.

O próximo momento foi dedicado a uma breve contextualização do tema “Medellín, 50 anos: vocação e missão da Leigas e dos Leigos, à luz da tradição de Jesus”, em que foram partilhadas algumas reflexões rememorativas e provocativas acerca do tema. Em seguida, foi feita, à várias vozes a leitura do capítulo do Documento de Medellín, concernente ao Laicado. A partir daí abriu-se um fraterno debate sobre o contexto histórico da realização daquela conferência de Medellín, em 1968, bem como sobre o legado, o potencial profético e os limites daquele acontecimento eclesial, que inspirou um profundo esforço de refundação da Igreja Latino-Americana e do Caribe, de modo a inspirar proféticas iniciativas no campo sócio eclesial, impulsionando as CEBs, a teologia da libertação, as pastorais sociais e todo uma rede de serviços em defesa e em promoção da “opção pelos pobres”. Também, reflexões foram partilhadas sobre os desafios sócio eclesiais da atualidade, buscando fazer a ponte entre o ontem e o hoje, com cuidado de bem distinguir os desafios de ontem e de hoje.

Feitas as reflexões em cima do texto, foram prestadas várias informações sobre as próximas jornadas comunitárias e a Sessão de encerramento da VIII STPJC, encerrando-se com o convite feito por Elias e Marinete, para saborearmos fraternalmente o bolo e o café que nos ofereceram, enquanto Andrea tratava de fazer vários registros fotográficos, durante toda a celebração.

Eis um breve resumo do que foi a Jornada Comunitária animada pelo Kairós.

João Pessoa, 10 de Agosto de 2018.

Comentários

comentários