Vencedores do Prêmio Abdias Nascimento 2013 serão revelados dia 11 em cerimônia no Rio de Janeiro

Vencedores de edição anterior. Foto: divulgação

Vencedores de edição anterior. Foto: divulgação

A Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-Rio), vinculada ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro, anunciará os vencedores do 3º Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento durante cerimônia nesta segunda-feira, 11 de novembro, no Teatro Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro.

Com um crescimento de mais de 75% das inscrições em relação a 2012, o Prêmio bateu recorde de adesão em 2013, reflexo da consolidação do concurso na imprensa brasileira. A Comissão Julgadora, formada por dez jornalistas e especialistas em relações raciais, escolheu os 21 melhores trabalhos dentre o total de 310 inscritos.

Concorrem a R$ 35 mil reportagens nas categorias Mídia Impressa, Televisão, Rádio, Mídia Alternativa/Comunitária, Internet, Fotografia, além da Categoria Especial de Gênero Jornalista Antonieta de Barros. A surpresa é que há chance de um mesmo trabalho receber até R$ 10 mil, caso vença as duas categorias em que é finalista.

Segundo a coordenadora da iniciativa e da Cojira-Rio, Sandra Martins, este ano também surpreendeu o aumento da qualidade dos trabalhos inscritos. “Observamos a capacidade de o Prêmio estimular reportagens qualificadas sobre o racismo no Brasil e sobre soluções para a consolidação de uma verdadeira democracia”, declarou.

Crédito: Acervo Ipeafro, 1983.

Crédito: Acervo Ipeafro, 1983.

O Prêmio foi criado em homenagem ao ex-senador e um dos ícones do combate ao racismo no Brasil, Abdias do Nascimento, falecido aos 97 anos em 2011. Este ativista histórico dos direitos humanos foi jornalista — cujo registro profissional no SJPMRJ é datado de 1947 — e atuou como profissional no impresso Diário Trabalhista, além de ter fundado o jornal Quilombo.

O legado de Abdias inspira e promove existência deste Prêmio, cujo propósito é estimular a cobertura jornalística qualificada sobre temas relacionados à população negra e incentivar medidas de combate às desigualdades socioeconômicas em função da raça no Brasil.

Saiba quem são os finalistas e mais sobre a premiação clicando aqui.

Share

Comentários

comentários