Velho Oeste brasileiro: Imprensa dos EUA lembra assassinato de ativistas no Pará

Share

Por Rafael Baliardo para a revista ‘Consultor Jurídico’

“A equipe da CNN ficou intrigada com o jornalismo feito pela VICE, uma empresa independente de mídia sediada no Brooklyn, Nova York. As reportagens, produzidas exclusivamente pela VICE, refletem a adoção de uma abordagem extremamente transparente ao se fazer jornalismo, onde os espectadores são conduzidos passo a passo no processo de se reportar os fatos. Acreditamos que esse estilo singular de se fazer jornalismo vale a pena ser compartilhado com o público da CNN”.

Desta forma peculiar, reproduzindo a reportagem de uma empresa de comunicação de pequeno porte de Nova York, a rede CNN lembrou os seis meses do assassinato do casal de ativistas ambientais José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva, ocorrido no Pará em maio deste ano.

O assunto ganhou destaque, na TV e no portal da CNN, durante todo o feriadão de Ação de Graças, que se prolongou pelo final de semana nos EUA. O canal de notícias por assinatura lembrou os seis meses da morte de José Cláudio e Maria, comparando o caso com outros crimes ligados à questão ambiental no Brasil – os quais as conclusões dos inquéritos e julgamentos também esbarram na morosidade da Justiça brasileira. A CNN comparou o crime a casos como o assassinato da irmã Dorothy Stang, ocorrido em 2005, do padre Josimo Tavares, em 1986, e de Chico Mendes em 1988.

“Nos últimos 15 anos, 212 líderes comunitários foram assassinados somente no Pará”, contou a reportagem da VICE reproduzida pela CNN com grande destaque. A emissora publicou ainda um texto sobre o caso em seu site, também produzido pela VICE.

Sediada no distrito do Brooklyn, cidade de Nova York, a empresa de mídia televisiva e internet VICE enviou um correspondente para o norte do Brasil para produzir a matéria sobre os seis meses do assassinato do casal de líderes comunitários. Em uma série de reportagens especiais, com uma hora de duração em média cada, a equipe da VICE mostrou ao espectador americano “uma parte do Brasil onde a lei e a Justiça não chegam” e onde os ambientalistas e a população local “vivem constantemente com a expectativa de levar uma bala na cabeça”.

A reportagem também abordou o constante conflito entre latifundiários, trabalhadores e ambientalistas na região norte do Brasil, destacando o debate em torno da aprovação do novo código florestal no país. O material produzido pela VICE sobre a morte de José Cláudio e Maria impressionou os editores da CNN, que resolveram reproduzir a telereportagem e publicar o artigo escrito no próprio site da emissora.

Terra sem lei

Em maio, a morte do casal de líderes comunitários já havia repercutido nos EUA. De acordo com a comunidade local, ambos foram mortos por conta da luta contra grupos ilegais de madereiros, grandes proprietários de terra e consórcios do setor frigorífico, pecuário e carvoeiro. O crime ocorreu em 24 de maio de 2011.

A reportagem lembrou que Zé e Maria, que trabalhavam como extrativistas castanheiros, foram mortos ao serem surpreendidos numa emboscada feita por dois homens armados próximo a casa onde viviam. “Fora do Brasil, a luta por terras na Amazônia é vista principalmente como uma questão ideológica, mas por aqui é uma questão social”, disse a reportagem especial produzida pelo repórter Thomas Morton, da VICE, em visita ao município de Marabá, estado do Pará, em julho de 2011.

“Marabala”, explicou o repórter o trocadilho, para em seguida mencionar que Marabá é uma das mais violentas cidades do Brasil “É como o ‘OK Corral’ (lendário confronto do Velho Oeste, um sangrento duelo de pistoleiros acontecido em 1881, em Tombstone, Arizona, e que durou apenas 30 segundos) só que na selva”, disse o jornalista americano.

A reportagem também mencionou o crescimento do consumo americano de carne brasileira vinda de fazendas da Amazônia. “Como os próprios fazendeiros e grupos que os apoiam explicam, a indústria da carne corresponde a uma grande parte da economia brasileira e é uma fonte cada vez mais importante da carne consumida pelos americanos”, diz a reportagem.

Em novembro, a família do casal de líderes comunitários assassinados enviou uma carta ao ministro da Justiça José Eduardo Cardoso. Na correspondência, os familiares do casal apresentaram reivindicações quanto a segurança de outros militantes e sobre ameaças sofridas por pessoas ouvidas no inquerito policial que apura o caso.

Assista abaixo a reportagem especial sobre a morte dos ativistas. Ela está disponível em português aqui.

Rafael Baliardo é correspondente da revista Consultor Jurídico nos Estados Unidos.

Share

7 thoughts on “Velho Oeste brasileiro: Imprensa dos EUA lembra assassinato de ativistas no Pará

  1. Deixo este documentário que vai de encontro ao texto.

    Documentário – Esse Homem Vai Morrer – Um Faroeste Caboclo
    A história de pessoas “marcadas para morrer” na cidade de Rio Maria http://bit.ly/uUtFhI

  2. Gente, mais um movimento pra tentar barrar a Belo Monte.
    Por favor assinem para pressionar o presidente do BNDS a nao financiar a Belo Monte.
    O texto esta em ingles mas jogando no tradutor do google da pra entender.
    Por favor assinem para ajudar a proteger a amazonia ou para que o dinheiro publico seja direcionado a obras relamente necessarias e urgentes como saude publica e escolas!!!
    http://www.avaaz.org/en/belo_monte_people_vs_profits/?cl=1449868159&v=11585

  3. Material pra rebater qualquer um que defenda a construcao de Belo Monte:
    http://essetalmeioambiente.com/tempestade-em-copo-d%E2%80%99agua-quando-a-mediocridade-toma-forma-de-video/
    Abaixo coloco um link que merece ser lido 500 vezes por quem realmente se importa com o Brasil. So na pagina 11 deste estudo feito por ESPECIALISTAS DE VERDADE ja mostra que a usina vai atingir DIRETAMENTE duas areas indigenas e 4 grupos indigenas diferentes que beiram o rio, sem falar nos grupos que sofrerao com os impactos indiretos… http://www.socioambiental.org/banco_imagens/pdfs/Belo_Monte_Painel_especialistas_EIA.pdf

  4. Como pode Belo monte ser algo bom se o proprio governo nao fornece dados corretos ou completos? Como podemos acreditar que Belo Monte é algo bom e que nao vai atingir os indios depois deste outro video??? Neste video o proprio presidente do IBAMA confessa estar agindo contra a vontade dos indios e contra a preservacao da natureza!!! http://www.youtube.com/watch?v=EUp-Mn4UkmQ
    Mais informacao: http://www.youtube.com/watch?v=OJuxqXBPLPI
    entrevista com especialista citada no video: http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/noticia/2011/10/belo-monte-nosso-dinheiro-e-o-bigode-do-sarney.html

  5. Pelo projeto gota dágua: Este filme do jornalista Felipe Milanez mostra a importância de prestarmos atenção no que está acontecendo no Pará hoje!
    Se você depois de assistir estas imagens você ainda achar que estamos fazendo uma tempestade em um copo d’água…
    É melhor pegar seu banquinho e sair desta roda mesmo.
    por Projeto Gota D´agua
    http://www.vice.com/pt_br/toxic/toxic-amazon-part-1

  6. Em defesa da Amazonia, procurador da República Felício Pontes Jr.:
    http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/noticia/2011/09/um-procurador-contra-belo-monte.html
    http://www.youtube.com/watch?v=7j6bOrpKgfA&feature=relmfu
    http://consciencia.net/velho-oeste-brasileiro-imprensa-dos-eua-lembra-assassinato-de-ativistas-no-para/
    Estão perseguindo Felício Pontes por fazer o seu papel: defender os direitos da população.
    Vamos assinar esta petição, repassar para os amigos, mostrar par ao país que estamos todos juntos e de olho no que acontece lá!
    Juntos fazemos a diferença!
    http://www.peticao24.com/pedido_contra_a_arbitrariedade_da_agu_quanto_ao_procurdor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>