Vaticano apela à «solidariedade internacional» para fazer face a desafios globais

Representante da Santa Sé falou ao Conselho dos Direitos Humanos da ONU

O Vaticano apelou à comunidade internacional para fazer face a desafios globais, como o ambiente e a pobreza, com solidariedade e num clima de cooperação entre as nações.

De acordo com a Rádio Vaticano, este repto foi deixado pelo observador permanente da Santa Sé junto das Nações Unidas em Genebra, durante a 35.ª sessão do Conselho dos Diretos Humanos da ONU.

D. Ivan Jurkovic sublinhou que “para o bem-estar da família humana, e para a promoção e proteção do bem comum, é urgente reconhecer o papel da solidariedade internacional como um meio essencial de garantir direitos fundamentais para todos”.

Para o arcebispo esloveno, só na medida em que existir uma base de apoio entre todas as nações é que será possível vencer desafios atuais “como as migrações, as alterações climáticas e desastres naturais, os conflitos armados e a desigualdade crescente entre ricos e pobres”.

“A solidariedade não é uma ameaça à soberania de cada país; antes pelo contrário, ela favorece um entendimento mais profundo daquilo que é a identidade de cada nação, enquanto expressão da liberdade humana”, apontou o representante da Santa Sé.

Aquele responsável referiu ainda que, em vez de passar por cima dos direitos das pessoas, a solidariedade implica o reconhecimento do princípio da subsidiariedade.

“Estes dois princípios estão interligados. De facto, a subsidiariedade significa dar assistência à pessoa humana, através da autonomia dos corpos intermédios”, recordou D. Ivan Jurkovic.

Fonte: Agência Ecclesia
http://www.agencia.ecclesia.pt/noticias/internacional/igrejamundo-vaticano-apela-a-solidariedade-internacional-para-fazer-face-a-desafios-globais/

Share

Comentários

comentários