Uma mulher em 7

Débora Almeida traduz a alma feminina em seu novo espetáculo

Uma atriz negra, filha de Iansã e que apresenta um monólogo na Lapa. Ingredientes que constroem a identidade de Débora Almeida. Com 33 anos e vários prêmios na bagagem, como o Myriam Muniz (FUNARTE), seu novo espetáculo apresenta uma mulher facetada em sete diferentes personagens.

Nascida no Rio de Janeiro e fugindo do estereótipo “sofredor”, Débora se formou em Interpretação Teatral pela Uni-Rio e fez carreira na Cia. dos Comuns, trabalhando em espetáculos como “Silêncio”, de Hilton Cobra, “Bakulo- Os Bem Lembrados”, “Candaces- A Reconstrução do Fogo” e “A Roda do Mundo”, todos de Marcio Meirelles. Além disso, a atriz coordena o Grupo Lantana, que desenvolve oficinas na área de Arte e Educação Ambiental baseados nas filosofias de Paulo Freire e Milton Santos.

Débora Almeida. Foto: Zezinho Andrade e Guina Ramos

Débora Almeida. Foto: Zezinho Andrade e Guina Ramos

Sete Ventos é a sua nova montagem. Com texto e direção próprios, a peça constrói diferentes figuras, traçando uma linha tênue entre vozes femininas que se entrelaçam para apresentar uma nova mulher.

A atriz Débora Almeida conta que “optou por uma narrativa do universo feminino que privilegiasse as experiências e histórias de mulheres contadas por elas mesmas, por acreditar na exposição dessas histórias como um meio de construção de uma identidade feminina que dê conta de nossos anseios e de nossa realidade. É uma forma de nos encontrarmos, homens e mulheres, para um debate sobre a construção de uma sociedade livre de exclusão e preconceito”.

 

Serviço
Sete Ventos
Temporada: Do dia 14 de maio ao dia 7 de junho, sempre de sexta a segunda-feira
Local: Teatro da Cia dos Atores (Rua Manoel Carneiro, 10 / 12 – Lapa)
Capacidade: 60 pessoas
Horário: 20h (sextas, sábados e segundas) e 19h (domingos)
Contato: (21) 2242-4176
Entrada: R$ 20,00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *