Uma contribuição do Brasil: quarto maior exportador de armas leves do mundo

Imagem: smallarmssurvey.org

Imagem: smallarmssurvey.org

Uma contribuição do Brasil: “Atrás apenas dos Estados Unidos, Itália e Alemanha, o Brasil é o quarto maior exportador de armas leves do mundo”, ou seja, “revólveres, pistolas, metralhadores, fuzis, lança-granadas, artilharia anti-tanque, munições e morteiros”.

A informação é do último relatório “As Armas e o Mundo”, divulgado em junho de 2015 pela Small Arms Survey, entidade que monitora, com apoio da ONU, conflitos armados e o comércio de armas de fogo no mundo.

De 2001 a 2012 o país exportou 2,8 bilhões de dólares (374 milhões apenas em 2012) em armas, deixando para trás potências do setor como a Rússia e a China.

“(…) O Brasil, no entanto, é o único entre os quatro maiores exportadores do ranking cujas transferências de armamento não são transparentes, diz o relatório. Ou seja, o país não apresenta à ONU seus recibos e contratos de venda: não se sabe exatamente o que, para quem e quanto é comercializado.”

E mais:

“(…) Na prática, isso significa que existe a possibilidade de que os armamentos vendidos pelo país estejam sendo comprados por nações em conflito ou que violam os Direitos Humanos. Ou que o Brasil venda para terceiros que por sua vez irão repassar as armas para milícias, facções terroristas ou governos autoritários.”

Acesse o relatório aqui e aqui os destaques do relatório.