Um país livre

“(…) Evo Morales respondeu às perguntas dos jornalistas com tranqüilidade, surpreendendo-os com informações que não estão na grande mídia. Ele disse, por exemplo, que os países antiimperialistas e antineoliberais alcançaram os maiores índices de crescimento econômico em 2005, segundo dados da Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal), órgão das Nações Unidas. Cuba cresceu 11,8% no ano passado, enquanto Venezuela e Argentina cresceram acima de 9% e 8% respectivamente. “O modelo neoliberal não é solução para nossos países. Temos que acabar com as concessões e privatizações”, disse.” A matéria, indispensável para quem não acredita em Papai Noel, coelhinho da páscoa e imprensa empresarial, é de Bruno Zornitta no FazendoMedia, 30/4/2006. É possível entender porque a Petrobrás não segue o mais nobre conceito religioso, independente de sua crença: “Trata os outros como queres ser tratado”.

Revista diária fundada em 13 de maio de 2000.

Seções: Opinião.