Tentativa de criminalização do MST é inaceitável, diz Dilma

dilmaPresidenta, afastada por um golpe, enviou nota de solidariedade à Escola do movimento, que foi invadida por policiais civis nesta sexta-feira (4)

Em defesa do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), a presidenta afastada Dilma Rousseff enviou nota de solidariedade à Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), que foi invadida por policiais civis nesta sexta-feira (4). Na nota, Dilma disse ser inaceitável que se tente criminalizar o movimento.

Para ela, há um processo assustador de retrocesso no Brasil, que foi iniciado com o golpe, e mantém em curso um “Estado de Exceção no País”.

“É lamentável que a semana termine com novos assaltos aos direitos civis e a tentativa de criminalizar os movimentos sociais. O atropelo às regras do Estado de Direito, com a adoção de claras medidas de exceção, deve ser combatido. É uma ameaça à democracia que envergonha o País aos olhos do mundo”, ressaltou.

A presidenta também disse não ser possível ficar que a população fique calada diante da violência do Estado contra quem quer que seja. “Não podemos aceitar conviver com cenas em que policiais submetem estudantes a algemas e ao cárcere. Isso é inadmissível em uma democracia”, ressaltou.

Confira a nota na íntegra:

Estado de Exceção

É assustador que o retrocesso que vem ocorrendo no Brasil, iniciado com o Golpe, mantenha o perigoso curso de construção de um Estado de Exceção no País.

A invasão da Escola Nacional Florestan Fernandes, ligada ao MST, é um precedente grave. Não há porque admitir ações policiais repressivas que resultem em tiros e ameaças letais, ainda mais em uma escola.

Tampouco é aceitável que se criminalize o MST. Não vamos ficar calados diante da banalização da violência do Estado contra quem quer que seja. Não podemos aceitar conviver com cenas em que policiais submetem estudantes a algemas e ao cárcere. Isso é inadmissível em uma democracia.

É lamentável que a semana termine com novos assaltos aos direitos civis e a tentativa de criminalizar os movimentos sociais. O atropelo às regras do Estado de Direito, com a adoção de claras medidas de exceção, deve ser combatido. É uma ameaça à democracia que envergonha o País aos olhos do mundo.

Dilma Rousseff

Fonte: MST
http://www.mst.org.br/2016/11/05/tentativa-de-criminalizacao-do-mst-e-inaceitavel-diz-dilma.html