Sindicato cobrará direito de resposta à Rádio BandNews por comentários pejorativos de Ricardo Boechat contra servidores do TRE-RJ

Share

Manifestação do Sisejufe dia 1º de março, às 9h, será em frente à sede da emissora na Rua Álvaro Ramos 350, em Botafogo

Diante das informações deturpadas veiculadas pelo jornalista Ricardo Boechat, durante seu programa na rádio BandNews FM (Rio de Janeiro), em 10 de fevereiro, a direção do Sindicato dos Servidores das Justiças Federais do Estado do Rio de Janeiro (Sisejufe) reivindica retratação pública e direito de resposta à emissora para esclarecimentos dos fatos.

Na ocasião, Boechat fez comentários pejorativos aos servidores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio, ao vivo, a partir da informação de um ouvinte de que os funcionários não teriam comparecido ao trabalho em virtude da greve dos agentes públicos da área de Segurança do Rio. Por conta disso, o Sisejufe fará um ato dia 1º de março, às 9h, na porta da emissora, em Botafogo.

A paralisação da Segurança Pública fora deflagrada no dia anterior e começaria no mesmo dia 10. Em nenhum momento, entretanto, a produção do programa tomou o cuidado em apurar a autenticidade da informação de que os servidores teriam se ausentado do trabalho.

Ao tomar conhecimento da série de inverdades veiculadas pelo jornalista, imediatamente, o presidente do sindicato, Valter Nogueira Alves, ligou para a rádio, com o programa ainda no ar, a fim de explicar o que acontecera em relação ao expediente do TRE naquele dia. O objetivo do dirigente do Sisejufe era o de informar ao jornalista, que estava totalmente desinformado, que a presidenta em exercício do TRE-RJ, Letícia Sardas, por precaução, editou no dia 10 de fevereiro – data em que começou a greve das forças de segurança do estado – o ato administrativo 43/2012, suspendendo o expediente.

A medida da presidenta suspendia o expediente na sede e nos cartórios eleitorais em todo o estado em virtude da paralisação promovida por policiais militares e civis e bombeiros. Somente após as primeiras horas do dia 10, o ato 43/2012 foi suspenso por Letícia Sardas, o que resultou na normalização do expediente no TRE. Grande parte dos servidores dispensados conseguiram retornar ao trabalho – mesmo aqueles que já haviam retornado para casa.

Porém, outros servidores, em virtude da distância de suas residências, não puderam voltar para cumprir o expediente normal. No entanto, a informação de que os servidores do tribunal teriam se ausentado do trabalho voluntariamente não foi corrigida por Boechat.

Ao colocar no ar apenas uma versão, o jornalista Ricardo Boechat deixou de executar princípio básico do jornalismo sério – que é apurar e ouvir o outro lado, como se diz no “jargão” das redações. Ele se deixou levar por uma informação infundada vinda de um ouvinte, mostrando falta de interesse pela verdade ou até mesmo preguiça em ir atrás da informação correta.

Exercendo seu espírito democrático, a diretoria do Sisejufe cobra da direção da rádio e da produção do programa o direito de resposta para que os fatos sejam esclarecidos. Do contrário, o Departamento Jurídico da entidade sindical tomará as medidas judiciais cabíveis neste caso.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>