Refazer a vida

O que eu recebi em troca do que cri ter perdido, que não era nada, não têm preço.

Tive a vida devolvida, dia após dia, todo instante, de maneira incessante.

Lembro de ter partilhado com os/as cursistas do curso de formação em Terapia Comunitária Integrativa em Crateús/CE que o modo de eu estar aqui tem a ver com a minha história de vida.

Encontro-me tendo que encontrar formas de chegar aqui, que me divertem. É como ter voltado e  continuar voltando a toda hora a um lugar novo, sempre.

Esta descoberta, ao ser partilhada com as pessoas que me ouviam e com quem fui criando laços de afeto durante o curso, é para mim um tesouro. Não têm preço.

O meu agradecimento também é inapreciável. Levo comigo o sentimento e a presença de quem me acompanhou nesta caminhada.

Sigo adiante, neste instante sempre renovado. Profundamente agradecido a Deus, minha família, meus amigos/as, e todas as pessoas em quem me vi espelhado ao longo da vida.

Minha releitura neste momento, é de um tal jeito, que me vejo lido escrito em quase tudo que vou vendo vivendo. Isto também não têm preço.

E que eu esteja a escrever estas coisas hoje, precisamente hoje, neste dia em que eu recordo um momento bastante difícil da minha vida, uma situação de grave perigo, não é por acaso.

A vida volta e continua a voltar, sem cessar, depois de cada vez que pareceu perdida. Compreendo as palavras de Jesus, que prometeu a vida eterna se vivêssemos de acordo com os seus ensinamentos, assentados/as no amor.

Creio que foi esse amor prévio e atual, que me manteve com vida, nesta renovação constante de que agora dou testemunho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *