Rádios comunitárias: arquivo de 2006

MÍDIA LIVRE # 18/10/2006
Semana Nacional pela Democratização da Comunicação

A diversidade do país e os interesses dos cidadãos brasileiros não estão refletidos na mídia nacional. É para travar esse debate que um coletivo de organizações, redes e fóruns, espalhados pelas diversas regiões brasileiras, organizou a 4ª Semana Nacional pela Democratização da Comunicação. Debates, mesas de diálogo, apresentações culturais vão mostrar à sociedade que a mídia é dela, que a informação é um bem público e a comunicação é um direito. Será de 18 a 25 de outubro. Mais informações em www.ciranda.net/sedeco

MÍDIA LIVRE # 18/10/2006
Usuários brasileiros de rede P2P já podem ser processados

A indústria fonográfica começou a sua caça no país. Movimento em defesa do direito de compartilhar música pela internet colhe assinaturas para mudar lei do direito autoral. Leia na Ciranda.

COMUNICAÇÃO.#.17/10/2006
As outorgas de rádio e TV que vencem em 2007

Em contribuição à 4ª Semana Nacional pela Democratização da Comunicação – de 18 a 25 de outubro – o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) publica, a título de serviço público, a relação das 181 emissoras cujas outorgas expiram no ano que vem. São 28 emissoras de TV, 80 de rádios FM e 73 de rádios AM que terão buscar renovação em 2007. As cinco emissoras da Rede Globo estão entre elas. Leia no boletim e-Fórum nº 122, de 14/10/2006, do FNDC.

imprensa livre
‘Rádio Livre Ataca!’ no Rio de Janeiro

Dias 23 (sábado) e 29 (sexta-feira) de setembro, as Rádios Interferência e Pulga convidam para evento com música, arte, projeções, transmissão ao vivo e oficina de rádio. No dia 23 no Campus da Praia Vermelha (UFRJ), onde funciona a Rádio Interferência (91,5 FM na região), e no dia 29 no IFCS/UFRJ, a convite da Rádio Pulga (102,5 FM na região). Clique no cartaz ao lado para informações adicionais..(Da redação, 18/9/2006)

são paulo
Instituto Ecos lança rádio-revista

Acabou de ser lançada na Rádio Comunitária de Heliópolis (SP) a rádio-revista Silvia e Você. O projeto foi desenvolvido pelo Instituto Ecos, em parceria com o Ministério da Saúde e UNESCO, e é direcionado às mulheres. Os episódios falam sobre sexo, relacionamento, direito ao prazer, violência de gênero, entre outros. A radialista e apresentadora do programa Claudia Rocha diz que a rádio-revista traz temas importantes para sua comunidade. Clique e ouça a rádio-revista Silvia e Você..(Da redação, 17/9/2006)

cidadania
Rádio traz inclusão em Penitenciária Feminina de São Paulo

No ano passado, um grupo de 8 estudantes de jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo decidiu criar uma rádio comunitária dentro de uma penitenciária, e usar a experiência para o TCC (trabalho de conclusão de curso). O que era para ser apenas uma tarefa de estudantes em vias de se formar acabou se transformando em um projeto de inclusão social. Em setembro de 2005, o programa Rádio Espaço Livre estreou pelos auto-falantes da Penitenciária Feminina da Capital (PFC). Os alunos custearam do próprio bolso a compra dos equipamentos necessários. Atualmente, o programa é transmitido uma vez por semana, durante 45 min. Os recém-formados visitam a Penitenciária duas vezes por semana e o restante já é tocado pelas próprias internas. O projeto segue adiante, ainda sem financiamento, mas com muita disposição das internas de aumentar para mais dias a transmissão semanal dos programas. Leia a entrevista com Gabriela Araújo, uma das idealizadoras do projeto (abr/2006).

rádios comunitárias
“Guerrilha Aberta” volta ao ar na Lapa, RJ

O comunicador popular Vinicius Longo está retomando, junto com outros, o programa “Guerrilha Aberta”, da Rádio Comunitária da Lapa Madame Satã (92.1 FM). Na próxima quinta, 9 de março, o programa volta ao ar, das 14 às 15hs, toda semana. Esse ano, afirma Vinicius, um “pod-cast” será montado para possibilitar a transmissão pela internet para não puder escutar ao vivo. O “Guerrilha Aberta” é voltado ao público jovem, principalmente aos menores de rua que estão entre a Lapa e entorno. Quem quiser participar ao vivo é só mandar um email para guerrilhaaberta@gmail.com, ligar para o (21) 2224-1414 ou visitar a comunidade no Orkut, em www.orkut.com/Community.aspx?cmm=5109959

rádio digital
Democratização ou “cala-boca tecnológico”?

A maneira como está sendo conduzido o processo de digitalização do rádio no Brasil aponta para um possível “cala-boca tecnológico” das rádios livres e comunitárias. Esse foi o alerta dos movimentos sociais na Audiência Pública sobre rádio digital, realizada na última quarta-feira, dia 22 de fevereiro, na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Os movimentos receiam que os testes que têm sido realizados com o padrão de rádio digital estadunidense Iboc (In-Band-On-Channel) façam parte de uma estratégia para tornar sua implantação no país um “fato consumado”. A preocupação deve-se ao fato de que o Iboc reduz a capacidade de democratização do espectro de radiodifusão, dificultando o surgimento de novas emissoras. Matéria de Bruno Zornitta e Raquel Junia, do Fazendo Media, em fevereiro de 2006.

Comentários

comentários