Por que Terapia Comunitária Integrativa?

tciPor que Terapia Comunitária? Por que a Terapia Comunitária? Ontem à noite, me fazia estas perguntas, e como tantas outras vezes em que me adentro no âmbito das interrogações, muita coisa vem, muita coisa veio e continua vindo. Veio o meu trajeto nestes anos que vão desde 2004, até hoje.

Desde a chegada da TCI em João Pessoa, a primeira roda de que participei, no conjunto dos Ambulantes, e este dia de hoje, em que escrevo estas coisas. Por que a Terapia Comunitária Integrativa? Por que Terapia Comunitária? O que é, o que foi, o que está sendo para mim este estar dentro desta rede, este fazer parte deste movimento social que é a TCI, que tece e destece a minha vida?

Muitas vezes tenho me perguntado isto, mas cada vez que faço estas perguntas, vem novas repostas, vem novas ressonâncias. É como se, desde esse ano de 2004 estivesse cada vez mais, voltando a ser quem sou. Isto poderia ser traduzido em palavras, transformado em explicações, e talvez seja necessário.

Mas por enquanto, apenas quero dizer isto com força: estou na TCI e fico na TCI, sou TC, porque aqui cada vez mais sou eu, cada vez mais vão se dissolvendo as barreiras que me separavam de mim mesmo e da vida, das outras pessoas e disto que é a existência, o mundo.

Na TCI fui perdendo a sensação de ser um estranho, que me acompanha desde pequeno. Fui percebendo que sou muito parecido a todas as demais pessoas, em muitos aspectos essenciais. Sou diferente de todo mundo, mas parecido demais também com qualquer outro ser humano. Esta recuperação de um espaço interior, me fez e me faz respirar melhor.

Na TCI fui re-encontrando e sigo re-encontrando um chão firme, um espaço caloroso, de acolhimento e aceitação. Agora sei que posso, não é o “eu posso tudo”, da onipotência, mas é uma confiança básica na minha própria capacidade. Isto está em construção, não está acabado. Mas foi dado um passo à frente.

Por que a TCI? Porque a TCI é uma resposta à fragilidade dos vínculos sociais e da identidade psíquica das pessoas. Sempre houve, e continua havendo, quem diga que tem a solução para todos os males da humanidade.

A TCI passa longe desta pretensão. Mais modestamente, mas muito segura de si mesma, a TCI soma com outras iniciativas na base da sociedade, colaborando concretamente, para que as pessoas se amem mais a si mesmas e respeitem mais aos seus semelhantes. Isto não é pregado, mas praticado.

Sempre são tentativas. Há tropeços, quedas, recomeços. Por que a TCI? Porque nela vou me encontrando cada vez mais com o ser que sou, em um ambiente diverso, mas harmonioso.

Nada mais precisa ser dito, Rolando: porque TCI!!!
Obrigada!

  • Vejo na TCI o cumprimento do sonho de Jesus, por isso é um trabalho divino.

    Terapia: Cuidar, libertar, curar, resgatar, restaurar e fortalecer pessoas através de relações saudáveis consigo mesmas, com o próximo, com Deus, com a natureza à volta;

    Comunitária: A igreja proposta pelo mestre seria esse ambiente de igualitarismo, solidariedade, sem hierarquias, em que todos e todas são importantes e úteis;

    Integrativa: Há uma integração individual e coletiva constantes.

  • É isso mesmo Rolando, a TCI nos permite mergulhar a cada encontro na fantástica magia de apoiar e sermos apoiados, aprender e ensinar, chorar e sorrir… Mas acima de tudo, crescer e se perceber a cada dia diferente e sempre um pouquinho melhor que antes! TCI só entende quem vive!

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *