Peso da opressão/violência da especulação imobiliária e do sistema do capital na vida de milhares de famílias

Nas ocupações da Izidora, em Belo Horizonte e Santa Luzia, em três Ocupações – Rosa Leão, Esperança e Vitória – estão há 3,3 meses cerca de 8.000 famílias vivendo e resistindo. Já construíram na raça cerca de 5.000 casas nas três comunidades. Se cada família das ocupações da Izidora estivesse debaixo da cruz do aluguel pagando por mês 600 reais de aluguel + 150 de energia para a CEMIG + 100 reais de água para a COPASA, estariam pagando por mês 850,00.

As 8000 famílias, em um mês, estariam pagando 6.800.000,00; por ano 81,6 milhões de reais e em 3 anos já teriam queimado em aluguel, energia e água um total de 244,8 milhões de reais. Dessa violência, que é supexploração, as 8.000 famílias nas Ocupações da Izidora estão livres há 3,3 anos.

Por outro lado, as 144.707 famílias, que segundo pesquisa da Fundação João Pinheiro estão sem moradia, em 2013, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, estão pagando por mês 123.000.950 reais por mês; 1,4 bilhão de reais por ano e em 3 anos terão sido sacrificadas em 4,2 bilhões de reais. A matemática aqui revela que realmente a cruz do aluguel, da especulação imobiliária, do sistema do capital, está insuportável, não dá para carregar, mas apenas para ser arrastada.

Feliz quem acorda e percebe essa violência/injustiça e se une aos companheiros/as para lutar de forma coletiva por moradia própria, digna e adequada. Enquanto morar for um privilégio, a cruz do aluguel, a covardia da especulação imobiliária e a injustiça do sistema do capital existir, a solução é ocupar de forma organizada e conquistar na raça da luta coletiva moradia digna, um direito constitucional, um bem querido pelo Deus da vida para todas as pessoas. Qual o tamanho do lucro/furto de quem acumula com aluguéis de apartamentos, barracos, taxis, hotéis, automóveis, máquinas etc? Quem souber os dados, favor nos informar.

Share

Comentários

comentários

Frei Gilvander Moreira, Frei e Padre Carmelita, mestre em Exegese Bíblica/Ciências Bíblicas, professor de Teologia Bíblica, assessor da CPT, CEBI, CEBs, SAB e Via Campesina; e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br – www.gilvander.org.br – facebook: gilvander.moreira – www.twitter.com/gilvanderluis

Seções: Direitos Humanos, Moradia, Questão agrária.