Passado e presente

Esta manhã, uma frase que tenho escutado no contexto das reuniões da Terapia Comunitária Integrativa, me ajudou a descer e começar o dia.

“Quando a reação é desproporcional ao fato (presente) não estou reagindo ao fato, e sim àquilo ao que o fato me remete (passado).” Quando compreendi o porquê da minha indecisão face a encarar o começo do dia, percebi que estas tinham raízes no meu processo de chegada ao mundo.

Isto eu já tinha compreendido em vários encontros da TCI, mas, como muitas vezes acontece, as fichas demoram a cair. Desta vez caiu, e, com ela a minha hesitação em descer e começar o dia em casa. Por que a desconfiança quanto ao que poderia acontecer? Por que a sensação de não ter um lugar no mundo, um lugar no meio das pessoas?

Quando desci e encontrei o espaço e as pessoas, estava tudo bem. A reação desproporcional (indecisão, medo, insegurança) tinha a ver com o passado, não com o presente. Mais tarde, conversando com meu pai, percebi o rosto dele, a alegria que dele emanava. Uma serenidade, uma tranquilidade…Tinha ido à aula de pilates, e lá trocado algumas palavras com as colegas.

Estava tudo bem. Tem estado tudo bem quase o tempo todo. Rindo comigo mesmo pensava: talvez a minha sensação de que algo estava errado, era por estar tudo certo! Sei que estas reflexões fazem muito sentido, e tenho certeza de que poderão vir a fazer sentido também para outras pessoas. Daí a minha alegria ao partilhá-las.

Share

Comentários

comentários