OAB/RJ cobra laudos periciais das mortes no Alemão

Diante da demora na entrega do relatório dos laudos dos peritos federais sobre as mortes ocorridas durante operação policial no Complexo do Alemão, os presidentes da OAB/RJ e da Comissão de Direitos Humanos da entidade, Wadih Damous e Margarida Pressburguer, divulgaram na última sexta-feira (31/8) nota cobrando a conclusãos das perícias e a divulgação de seus resultados. Confira abaixo a nota na íntegra ou o original aqui.

OAB/RJ cobra das autoridades entrega de laudo de peritos federais sobre mortes ocorridas no Complexo do Alemão

A Ordem dos Advogados do Brasil, seção Rio de Janeiro, expressa sua preocupação com a demora na entrega do relatório dos peritos da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos sobre as circunstâncias das 19 mortes ocorridas na operação policial do dia 27 de junho, no Complexo do Alemão.

Laudos preparados pelo Instituto Médico-Legal do Estado do Rio de Janeiro, que não tiveram caráter conclusivo, foram repassados aos peritos federais no dia 20 de julho. Segundo noticiado na época, o relatório desses peritos seria concluído no prazo de um mês.

Diante da demora, a OAB/RJ vem a público lembrar a importância da conclusão da perícia e da divulgação de seus resultados, para que a sociedade esteja informada acerca das circunstâncias das mortes.

Wadih Damous
Presidente da OAB/RJ

Margarida Pressburger
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RJ