Nota de esclarecimento do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT

O Vice-Presidente e o Diretor Financeiro, juntamente com as Coordenações Técnicas e de Mulheres, os Conselheiros e membros aptos segundo o Estatuto do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT vem, através desta, desfazer uma série de inverdades que circula sobre a Instituição.

Fundado em 21 de maio de 1993, o Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT, com sede na Cidade do Rio de Janeiro, tem como missão atuar para promover a melhoria na qualidade de vida de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT). Executa ações e projetos nas áreas de cidadania, saúde, educação, cultura e de atenção social, para promover a auto-estima do público LGBT; além da Parada do Orgulho LGBT- Rio, em Copacabana.

O Corpo do Grupo Arco-Íris – conforme o seu Estatuto – é composto de Diretoria (Presidente, Vice-Presidente, Diretor Financeiro e Diretor Sócio-Cultural), Conselho Consultivo e Administrativo, Conselho Fiscal, Coordenações (Técnica e de Mulheres) e Membros (colaboradores, freqüentadores e honorários).

O Corpo do Grupo Arco-Íris historicamente tem por hábito tomar decisões internas e seguir uma direção deliberada por uma construção coletiva, horizontal e transparente.

Nos últimos seis meses, este Corpo vem avaliando a atual gestão administrativa e questionando uma série de ingerências, em virtude de atitudes e decisões arbitrárias por parte da atual Presidente, Sra. Gilza Rodrigues da Silva, que culminaram em diversas conseqüências negativas para a saúde política, administrativa e financeira da Instituição.

 Preocupados com esta situação,o Corpo de Membros convocou no último dia 07 de julho uma Assembléia para expor todos os motivos e argumentos e tentar solucionar esta crise gerada pela atual Presidente. Na ocasião, a mesma não compareceu para dialogar com este Grupo.

Foi então convocada uma nova Assembléia para o dia 20 de julho. Nesta data, todo o Corpo de Membros do Grupo entendeu que a atual crise era irreversível e que a única saída seria a destituição de toda atual Diretoria, a ser discutida em uma Assembléia no próximo dia sete de agosto, para a posterior convocação de uma nova eleição.

Sendo assim vimos através desta esclarecer que:

1.    Todas as decisões tomadas por este Grupo foram legais, baseadas no Estatuto da Instituição, que destaca que a Assembléia de Sócios do Grupo é soberana para deliberar sobre toda e qualquer pauta Administrativa e Política da Instituição;

2.    Este Grupo é formado por Membros Orgânicos, atuando nesta organização há anos. Com Direito estabelecido também com base no Estatuto do Grupo, não havendo nenhuma arbitrariedade, nem ferindo o Código de Ética desta Instituição;

3.    Toda a documentação referente às Assembléias citadas acima (atas, listas de presenças etc.) assim como estatuto do Grupo encontra-se a disposição para qualquer pessoa averiguar a veracidade destes fatos;

4.    Em nenhum momento, a Parada do Orgulho LGBT – Rio foi pautada como motivo da questão. O Corpo Técnico do Grupo Arco-Íris vem trabalhando cotidianamente para a execução e sucesso do evento, sem comprometimento a sua realização no dia 10 de outubro de 2010;

5.    Os fundadores do Grupo Arco-Íris merecem todo o respeito e consideração por suas ações e seu protagonismo que deu início a toda a história deste Grupo. Contudo, os mesmo optaram, por motivos pessoais, em se afastar do cotidiano da Instituição, inclusive de suas obrigações estatutárias. Desta forma, não possuem nenhum mecanismo legal para questionar as decisões do coletivo interno. Além disso, jamais procuraram o corpo atual de membros do Grupo Arco-Íris para quaisquer esclarecimentos, baseando o documento por estes redigido através de uma visão unilateral;

6.    O Corpo do Grupo Arco-Íris é formado por indivíduos com formação ideológica, político-partidárias e apartidárias diversas. Por muitos anos, estes batalharam juntamente com o Movimento LGBT organizado, pela implementação de políticas públicas efetivas que dessem respostas às demandas da população LGBT. Hoje, algumas dessas políticas estão sendo implementadas. Cabe aos membros do Grupo Arco-Íris acompanhar de perto, monitorando e avaliando as suas realizações. De forma alguma há aparelhamento nesta ação, e sim, controle social.

Esperamos solucionar esta questão da melhor forma possível, pois entendemos o nosso compromisso com a Comunidade LGBT, e o Papel do Grupo Arco-Íris no Movimento LGBT Brasileiro e na luta contra a homofobia.

Certos do carinho de todos e todas!

Almir França Xavier

Vice Presidente

Fabio Manhães

Diretor Financeiro

Julio Moreira

Coordenador de Projetos

Alejandro Pobes

Conselheiro Consultivo

Marcio Alonso

Conselheiro Consultivo

Mauro Lucio Neto

Conselheiro Consultivo

Heliana Heméterio

Coordenadora do Núcleo de Mulheres

Felipe Gomes

Secretario Geral

Marcelle Esteves

Coordenadora do Projeto Laços e Acasos

Cleber Vicente

Coordenador do Projeto Entre Garotos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *