Ministério da Cultura utiliza indevidamente nome do CMI

Nota da Rede CMI

“Em documento recente de um programa de financiamento de projetos, o Ministério da Cultura incluiu indevidamente o Centro de Mídia Independente entre redes para possíveis articulações. O texto incentiva que estes projetos enfatizem, além de relações com outros projetos financiadas pelo governo: “as possibilidades de articulação com outras redes relacionadas, tais como comunidades de desenvolvimento de softwares livres, grupos de usuários de GNU/Linux, grupos de Projeto Software Livre regionais, Overmundo, Rede de Economia Solidária, Fórum Virtual Mundial, Centro de Mídia Independente, Rádios e TVs Livres.”

O Centro de Mídia Independente (CMI) Brasil é uma rede anticapitalista de produtores/as de mídia autônomos/as e voluntários/as. Como tal, o CMI Brasil não se considera de forma alguma como uma “rede relacionada” a qualquer programa do governo, nem com projetos que mercantilizam manifestações culturais. Muito pelo contrário, qualquer iniciativa governamental de fomento e controle cultural só pode ser vista como contrária aos propósitos do CMI de se contrapor ao poder e ao controle, seja ele vindo dos governos, seja das corporações.” Saiba mais clicando aqui.

Comentários

comentários