Mensagem do Papa Francisco sobre o Espírito Santo

imagesDia 15 de maio de 2016. “Regina Coeli”

Caros irmãos e irmãs, bom dia!

Hoje, celebramos a grande Festa de Pentecostes, que completa o Tempo Pascal – cinquenta dias depois da Ressusrreição de Cristo. A Liturgia nos convida a abrirmos nossa mente e nosso coração ao Espírito Santo, que Jesus prometeu, em várias ocasiões, aos Sus discípulos, o primeiro e principal dom que Ele nos concedeu por meio de Sua Ressusrreição. Dom que o próprio Jesus implorou do Pai, como atesta o Evangelho de hoje, que se passa no ambiente da Última Ceia.

Jesus diz aos Seus discípulos: “Se vocês Me amarem, guardarão os meus mandamentos, e Eu pedirei ao Pai, e Ele lhes dará outro Paráclito, para que permaneça com vocês para sempre.” Estas palavras nos lembram que o amor a uma pessoa e também ao Senhor se mostra, não com palavras, mas com fatos, e também “guardar os mandamento” implicando um sentido existencial, de modo que toda a vida esteja aí envolvida. De fato, ser cristão não significa pertencer, em primeiro lugar, a uma cultura ou aderir a uma certa doutrina, mas antes dar a própria viva, em todos os seus aspectos, à pessoa de Jesus e, através d’Ele, ao Pai. Para este objetivo Jesus promete a efusão do Espírito Santo aos Seus discípulos. Justamente graças ao Espírito Santo, Amor que une o Pai e o Filho e deles procede, todos podemos viver a vida de Jesus. O Espírito Santo, com efeito, tudo nos ensina, isto é, a única coisa indispensável: amar como Deus ama.

Ao prometer o Espírito Santo, Jesus O define como “um outro Paráclito”, que significa Consolador, Advogado, Intercessor, isto é, Aquele que cuida de nós, que nos defende, está ao nosso lado no caminho da vida e na luta pelo bem e contra o mal. Jesus disse”um outro Paráclito” porque o primeiro é Ele próprio, que se fez carne justamente para assumir sobre si nossa condição humana e libertá-la da escravidão do pecado.

Além disso, o Espírito Santo exerce uma função de ensinamento e de memória. Foi o que disse o próprio Jesus: “O Paráclito, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, Ele lhes ensinará tudo e lhes rememorará tudo que Eu lhes disse.”

O Espírito Santo não traz um ensinamento diferente, mas torna vivo, torna operante o que Jesus ensinou, para que o passar do tempo não apague nem empalideça. O Espírito Santo infunde este ensinamento no nosso coração, ajuda-nos a interiorizá-lo, fazendo tornar-se parte de nós, carne de nossa carne. Ao mesmo tempo, prepara o nosso coração para que seja realmente capaz de receber as palavras e os exemplos do Senhor. Todas as vezes em que a palavra de Jesus é acolhida com alegria em nosso coração, isto é obra do Espírito Santo.

Agora, vamos rezar o “Regina Coeli”- pela última vez este ano-, invocando a materna intercessão da Virgem Maria. Que Ela obtenha para nós a graça de sermos fortemente animados pelo Espírito Santo, para testemunharmos a Cristo com franqueza evangélica e nos abrirmos cada vez mais à plenitude do Seu amor.

https://www.youtube.com/watch?v=La9utk-CShs
(Do minuto 02:10 ao minuto 07:47)

Trad.: Alder Júlio Ferreira Calado
Digitação: Águeda Calado