Mensagem do Papa Francisco

Caros irmãos e irmãs, bom dia!

Hoje, Domingo após Pentecostes, celebramos a festa da Santíssima Trindade, uma festa para contemplar e louvar o mistério do Deus de Jesus Cristo, que é Uno na comunhão de Três Pessoas – o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Para celebrarmos com um encanto sempre novo o Deus-Amor, que nos oferece gratuitamente Sua Vida, e nos pede para difundi-la no mundo.

As leituras bíblicas de hoje nos fazem compreender como Deus não quer tanto nos revelar que Ele existe, quanto principalmente que Ele é o “Deus-conosco”, próximo de nós, que nos ama, que se interessa pela nossa história pessoal, que tem cuidado por cada um, a começar dos mais pequeninos, dos mais necessitados. Ele é Deus lá em cima nos Céus, mas também aqui em baixo, na Terra. Portanto, nós não cremos numa entidade distante, indiferente,mas, pelo contrário, cremos no Amor que criou o Universo,que gerou um Povo, que Se fez Carne, que morreu e ressuscitou por nós, e que, como Espírito Santo, tudo transforma e leva à plenitude.

São Paulo, que experimentou pessoalmente, esta transformação operada por Deus-Amor, nos comunica seu desejo de ser chamado Pai – melhor: “Papai” – com a total confiança de uma criança que se abandona nos braços de Quem lhe deu a vida. O Espírito Santo – lembra ainda o Apóstolo – faz MESMO com que Jesus Cristo não seja reduzido a um personagem do passado, mas que nós O sintamos por perto, nosso contemporâneo, e que experimentemos a alegria de sermos filhos amados de Deus. Por fim, no Evangelho, o Senhor Ressuscitado promete ficar conosco para sempre: “Eis que estou com vocês todos os dias, até ao final dos tempos.” É justamente graças a esta Sua presença e à força do Seu Espírito, que nós podemos realizar, com serenidade, a missão que Ele nos confia: anunciar a todos e testemunhar o Seu Evangelho, e assim dilatar a comunhão com Ele, e a alegria que daí decorre: a alegria é a primeira linguagem do cristão.

Portanto, a festa da Santíssima Trindade nos faz contemplar o mistério de um Deus que não cessa de criar, de redimir e de santificar, sempre com Amor e por Amor, e em toda criatura que O acolhe, permite que se reflita um raio de Sua beleza, de Sua bondade e de Sua verdade. Desde sempre, Ele escolheu caminhar com a humanidade, formar um povo que seja uma bênção para todas as nações, para todas as pessoas, sem exclusão de ninguém.

Que a Virgem Maria – a quem, a partir de hoje, retomamos a invocar com a Oração do “Angelus ” – nos ajude a cumprirmos a missão de testemunhar ao mundo sequioso de amor, que o sentido da vida é justamente o amor infinito e cocreto do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

https://www.youtube.com/watch?v=4pW4D2MUsa8

(Do minuto 2:50 ao minuto 7:38 )

Trad.: AJFC

 

Comentários

comentários