Mensagem do Papa Francisco

“Ângelus”, dia 28.01.2018

Caros irmãos e irmãs, bom dia!

O Evangelho deste domingo é parte de um relato mais longo, conhecido como o “dia de Cafarnaum”. No centro da narrativa de hoje, está a ocorrência de um exorcismo, por meio do qualJesus é apresentado profeta poderoso em palavras e em obras.

Jesus entra na sinagoga de Cafarnaum , num sábado, e, enquanto se põe a ensinar, as pessoas ficam admiradas com suas palavras, por que não eram palavras quaisquer, não se parecem ao que elas estavam acostumadas a ouvir. Os escribas, de fato, ensinam, mas sem terem autoridade própria. Enquanto Jesus ensina com autoridade. Ao contrário deles, Jesus ensina como alguém que tem autoridade, revelando-Se assim o Enviado de Deus, e não como um simples homem que deve fundamentar seu ensinamento apenas com base apenas nas tradições precedentes. Jesus tem uma autoridade completa. A Sua doutrina é nova e o Evangelho diz que o povo comentava: “Um ensinamento novo transmitido com autoridade.”.

Ao mesmo tempo, Jesus revela-se poderoso também em obras. Na sinagoga de Cafarnaum um homem possuído de espírito de imundo, que se manifesta gritando estas palavras: “O que queres de nós, Jesus de Nazaré? Vieste para nos perder? Eu sei quem és: o Santo de Deus!”. O Diabo diz a verdade: Jesus veio para derrotar Diabo, para derrotar o demônio, para vencê-lo. Este espírito imundo conhece o poder de Jesus e proclama Sua santidade. Jesus grita, dizendo-lhe: “Cala-te! E sai dele”. Essas breves palavras de Jesus bastam para obter a vitória sobre Satanás, o qual saiu daquele homem “segurando-o e gritando forte”, diz o Evangelho.

Este fato impressiona a muito das pessoas presentes; todas ficam tomados pelo temor e se perguntam: “Mas quem é este? Manda até nos espíritos impuros, e eles lhe obedecem!”. O poder de Jesus confirma a autoridade do Seu ensinamento. Ele não apenas pronuncia a palavras, mas age. Assim ele manifesta o Projeto de Deus com as palavras e com o poder das obras. No Evangelho, com efeito, vemos que Jesus, na sua missão terrestre, revela o amor de Deus seja com a pregação seja com inúmeros gestos de atenção e socorro aos doentes, aos necessitados, às crianças, aos pecadores.

Jesus é o nosso mestre, poderoso em palavras e em obras. Jesus nos comunica toda a luz que ilumina o caminho, por vezes escuro, da nossa existência; comunica-nos também a força necessária para superarmos as dificuldades, as provações, as tentações. Pensamos em tão grande graça que é para nós termos conhecido este Deus tão poderoso e tão bom! Um mestre e um amigo, que nos indica o caminho e assume os cuidados de nós, especialmente quando estamos necessitados.

Que a Virgem Maria, senhora da escuta,nos ajude a fazermos silêncios em volta e dentro de nós, para escutarmos, nas bobagens das mensagens do mundo, a palavra de maior autoridade que a nós é dirigida: a do seu Filho Jesus, que anuncia o sentido da nossa existência e nos liberta de toda escravidão, inclusive da escravidão do Maligno.

(do minuto 2:44 ao minuto 8:00)

<a href=”https://www.youtube.com/watch?v=UVFe0-0qE2g” rel=”noopener” target=”_blank”>https://www.youtube.com/watch?v=UVFe0-0qE2g</a>

Trad.: AJFC.

Digitação: Gabriel Luar

Comentários

comentários