Mensagem do Papa Francisco

“Ângelus” do dia 18.06.2017

Caros irmãos e irmãs, bom dia!

Na Itália e em outros países, celebra-se, neste domingo, a festa do Corpo e do Sangue de Cristo – usa-se, com frequência, o nome latino “Corpus Domini” ou “Corpus Christi”. Cada domingo, a comunidade eclesial reúne-se em torno da Eucaristia, Sacramento instituído por Jesus, na Última Ceia. Todavia, todos os anos, temos a alegria de celebrar a festa dedicada a este Mistério central da Fé, para expressar plenamente nossa adoração a Cristo que doa como alimento e bebida de Salvação.

A página do Evangelho de hoje, extraída de São João, constitui uma parte do discurso sobre o “Pão da Vida”. Jesus afirma: “Eu sou o Pão Vivo que desceu do Céu. O pão que Eu darei, é a minha carne pela vida do mundo.” Ele quer dizer que o Pai O enviou ao mundo como alimento de vida eterna, e que para isto Ele sacrificará a Si mesmo , a Sua carne.

Com efeito, sobre a cruz, doou Seu Corpo e derramou Seu Sangue. O Filho do Homem crucificado é o verdadeiro Cordeiro pascal, que faz sair da escravidão do pecado, e manter no caminho para a terra prometida. A Eucaristia é sacramento de Sua carne, para fazer que o mundo viva. Quem se nutre disto significa estar nEle, tornar-se filho no Filho.

Na Eucaristia, Jesus, assim como fez com os discípulos de Emaús, apresenta-Se a nós, peregrinos na história, para alimentar em nós a fé, a esperança e a caridade; para nos confortar nas provações; para nos apoiar no esforço pela justiça e pela paz. Esta presença solidária do Filho de Deus está por toda a parte: nas cidades e nos campos, no Norte e no Sul do mundo; nos países de tradição cristã e nos em que se realizou a primeira evangelização. E na Eucaristia, Ele oferece a Si mesmo como força espiritual para nos ajudar a colocar em prática Seu mandamento: amar-nos como Ele nos amou, construindo comunidades acolhedoras e abertas às necessidades de todos, especialmente das pessoas mais frágeis, pobres e necessitadas.

Nutrir-nos de Jesus Eucaristia significa também abandonar-nos a Ele com confiança, deixar-nos olhar por EleTrata-se de acolher a Jesus no lugar do próprio “eu”. Deste modo, o amor gratuito recebido de Jesus na Comunhão eucarística, com a ação do Espírito Santo, alimenta o Amor por Deus e pelos irmãos e irmãs que encontramos no caminho de cada dia. Nutridos do Corpo de Cristo, nós nos tornamos cada vez mais, e de modo concreto, o Corpo místico de Cristo.. É o que nos recorda o Apóstolo Paulo: “O cálice da bênção que abençoamos, não é por acaso comunhão com o Sangue de Cristo? E o pão que partimos, por acaso, não é comunhão com o Corpo de Cristo? Portanto, uma vez que para vocês só existe um único pão, nós, embora sejamos muitos, formamos um só corpo: todos, com efeito, participamos de um único pão.”

Que a Virgem Maria, que sempre esteve unida a Jesus, Pão da Vida, nos ajude a descobrir a beleza da Eucaristia, a dela nos nutrir com fé, para vivermos em comunhão com Deus e com os irmãos.

https://www.youtube.com/watch?v=ueVtnyVZpw0
(Do minuto 3:35 ao minuto :)
Trad.: AJFC

Share

Comentários

comentários

Nós também Somos Igreja, grupo de estudo, reflexão e ação social cristã.

Seções: Cidadania, Mundo.