Mensagem do Papa Francisco

“Regina Coeli”, dia 28.05.2017

Caros irmãos e irmãs, bom dia!

Hoje, na Itália e em outros países, celebra-se a Ascensão de Jesus ao céu, ocorrida quarenta dias após a Páscoa. A página evangélica que encerra o Evangelho de Mateus, nos apresenta o momento da despedida definitiva do Ressuscitado, dos Seus discípulos. A cena se passa na Galiléia, lugar em que Jesus os havia chamado a segui-Lo, e a formarem o primeiro núcleo de Sua nova comunidade. Agora, aqueles discípulos passaram, por meio do fogo da paixão e da ressurreição. Ao verem o Senhor Ressuscitado, prostram-se diante dEle. Alguns, porém, ainda estão em dúvida. A esta comunidade assustada o Senhor deixa a imensa tarefa de evangelizar o mundo, e concretiza esta missão, com a ordem de ensinar e batizar em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

A Ascensão de Jesus ao céu constitui, por isto, o término da missão que o Filho recebeu do Pai, tendo a Igreja a missão dar prosseguimento à mesma. A partir deste momento da Ascensão, com efeito, a presença de Cristo no mundo é mediada pelos Seus discípulos, pelos que nEle crêem e O anunciam. Esta missão dura até ao fim da história, e contará, a cada dia, com a assistência do Senhor Ressuscitado, que assegura: “Eu estarei com vocês, todos os dias, até ao fim do mundo.”

E Sua presença traz fortaleza nas perseguições, conforto nas tribulações, socorro nas situações de dificuldades que encontram na missão, e o anúncio do Evangelho. A Ascensão nos lembra esta assistência de Jesus e do Seu Espírito, que dá confiança, dá segurança ao nosso testemunho cristão no mundo. Desperta-nos para que existe a Igreja: a Igreja existe para anunciar o Evangelho. Só para isto! E também a alegria da Igreja é anunciar o Evangelho. A Igreja somos todos nós batizados. Hoje, somos convidados a compreender melhor que Deus nos deu a grande dignidade e a responsabilidade de anunciá-Lo ao mundo, de torná-Lo acessível à humanidade. Esta é a nossa dignidade. Esta é a nossa maior honra de cada um de nós, de todos os batizados.

Nesta festa da Ascensão, ao olharmos para o céu, para onde Cristo subu, e onde está sentado à direita do Pai, enquanto fortalecemos nossos passos sobre a terra, para continuarmos, com entusiasmo e coragem, nosso caminho, nossa missão de testemunhar e viver o Evangelho, em qualquer ambiente, estejamos, no entanto, bem conscientes de que esta não depende, antes de tudo, de nossas forças, de capacidades organizativas e de recursos humanos. Só com a luz e a força do Espírito Santo, é que podemos cumprir eficazmente nossa missão de fazer os outros conhecerem e experimentar, cada vez mais, o amor e a ternura de Jesus.

Peçamos à Virgem Maria, que nos ajude a contemplar os bens celestes, que o Senhor nos promete, e a tornar-nos testemunhas cada vez mais credíveis de Sua Ressurreição, da verdadeira Vida.

https://www.youtube.com/watch?v=H-0mTLtm6JM
Do minuto 0:14 ao minuto 5:541)
Trad.: AJFC