Mais de mil mortos em procissão xiita

Jornal do Brasil – O rumor de que havia um homem-bomba entre mais de um milhão de peregrinos xiitas que marchavam em direção à mesquita de Kadhimiya, na celebração de uma festa religiosa na manhã de ontem, levou pânico aos iraquianos fazendo com que um número estimado em mais de mil pessoas morressem pisoteadas e afogadas no incidente na ponte sobre o rio Tigre, ao Norte de Bagdá. A correria deixou cerca de 400 feridos. Muitos fiéis continuam desaparecidos.

Mulheres, crianças e idosos foram as principais vítimas, encontrando dificuldade para fugir. Muitas pessoas começaram a se atirar no rio quando souberam do boato. Na correria, corpos eram vistos no caminho. Minutos depois do início da tragédia, o local ficou ainda mais cheio, com pessoas que vinham de todas as partes em busca dos sobreviventes. Ambulâncias tentavam em vão penetrar na multidão. Leia no JB online.

Revista diária fundada em 13 de maio de 2000.

Seções: Mundo. Tags: , .