Lésbicas fazem protesto na África por cidadania gay

AthosGLS e BBC – Mulheres lésbicas de vários países da África fizeram nesta quarta-feira, dia 27, pedidos em público para que os governos párem de tratar os homossexuais como criminosos. Elas se reuniram convocadas por 75 ativistas que se reuniram em uma conferência na cidade de Maputo, a capital de Moçambique. A Coalisão de Lésbicas Africanas pediu na conferência que o debate sobre a discriminação contra gays no continente fosse destaque. A porta-voz do evento, Fikile Vilakazi, disse à reportagem da BBC que o protesto é necessário como resposta à homofobia que predomina na África. Leia clicando no título.

Comentários

comentários