Integrante da imprensa independente é detido por registrar violência policial no Rio

Na tarde deste domingo (16) o jornalista Filipe Peçanha, da Mídia Ninja, foi detido na praia do Arpoador, zona sul do Rio. Filipe estava no local com familiares, quando jovens começaram a ser amontoados e espancados por policiais militares dentro de uma tenda.

Segundo banhistas e policiais, os rapazes haviam promovido um arrastão e dois deles teriam roubado duas bicicletas.

Filipe começou, então, a registrar tudo com sua câmera fotográfica. Foi quando policiais o atacaram com agressões, tomaram sua câmera e o levaram preso por desacato, resistência e “falsidade ideológica”, pois ele teria se apresentado como jornalista — que é de fato — mas não estaria “credenciado”. As “acusações” das autoridades são absurdas e foram classificadas por um advogado ouvido pela redação como “arbitrárias e infundadas”.

“Que jornalista vai a praia com a família de credencial no pescoço?”, se questiona o jornal A Nova Democracia, que registrou este vídeo de Filipe na 14ª DP (Leblon).

Coincidência ou não, o policial que efetuou a prisão é o soldado Ramos, conhecido pelos manifestantes por ser um dos mais violentos PMs dos grupamentos que reprimem protestos no Rio de Janeiro.