Há 7 anos, mataram Irmã Dorothy

Há 7 anos, no dia 12 de fevereiro de 2005, a irmã Dorothy Stang, de 73 anos, foi brutalmente assassinada.

Ativista na defesa do meio ambiente e das comunidades carentes exploradas por madeireiros e donos de terra na Amazônia, a freira norte-americana foi morta com seis tiros no interior do Pará.

O documentário abaixo revela os bastidores do julgamento dos assassinos de Dorothy e investiga as razões de sua morte.

Uma morte que não é incomum. E que não pode – não pode – ser esquecida.


[parte 1 de 8]


[parte 2 de 8]


[parte 3 de 8]


[parte 4 de 8]


[parte 5 de 8]


[parte 6 de 8]


[parte 7 de 8]


[parte 8 de 8]

É sempre muito penoso lembrar do lado desumano da humanidade. O lado capital(ista) da humanidade, o lado amoral, aquele para quem a vida nada vale. Há todo um mundo, todo um Brasil, toda uma Argentina, toda uma América Latina empenhada em acabar com esse costume de matar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *