Gilmar Mendes vai processar O Globo?

Share

O corrosivo blog Cloaca News, que tem como missão “desmascarar a máfia midiática que infesta nosso país” e que vasculha a mídia privada para descobrir “as últimas do jornalismo do esgoto (e dos coliformes favoritos da imprensa golpista)”, foi quem alertou para a mais recente patifaria do jornal O Globo. No editorial “Ponto nevrálgico”, de 5 de janeiro, o jornalão da famíglia Marinho simplesmente deturpou as palavras do ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

Dois dias antes, numa entrevista ao mesmo jornal, o ministro do STF abordou o grave problema da corrupção no país. Bastante direto e seco, já que conhece as manipulações da mídia, Barbosa demonstrou ceticismo diante do combate a esta chaga. Mesmo reconhecendo que hoje “há, sim, mais transparência na revelação dos atos de corrupção”, ele se disse descrente das instituições – principalmente do Judiciário. “As instituições concebidas para combatê-la são organizadas de forma que elas sejam impotentes, incapazes na prática de ter uma ação eficaz”.

Jornal deturpa palavras do ministro

A entrevista foi cautelosa, como deve ser a de um magistrado – bem diferente do exibicionismo de Gilmar Mendes, presidente do STF. Barbosa, que relatou as denúncias do “mensalão do PT” e batalhou para abrir o processo contra o senador Eduardo Azeredo no caso “mensalão do PSDB”, nem sequer tratou das denúncias contra o governador de José Roberto Arruda no “mensalão do DEM”. Ele criticou a impunidade existente e cobrou maior pressão da sociedade na fiscalização. Elogiou o engajamento dos estudantes e criticou a passividade de outros setores da sociedade. Nenhuma palavra sobre o governo Lula ou contra os movimentos sociais brasileiros.

De forma descarada, porém, o editorial d’O Globo deturpou totalmente suas palavras. Para este panfleto oposicionista, a entrevista seria mais uma peça de condenação do governo Lula e dos movimentos sociais. “[Barbosa] colocou o dedo em um ponto nevrálgico da atual conjuntura: como o governo Lula abriu os cofres do Tesouro para cooptar de vez sindicatos – aliados antigos – e organizações da sociedade civil tradicionalmente ativas na fiscalização do poder público, caso da UNE. Porque todos, ou quase todos, se converteram em correias de transmissão do lulismo, paira grande e conivente silêncio no meio sindical e em organizações ditas sociais”.

Crime previsto no Código Penal

Diante da manipulação grosseira, o blog Cloaca News alerta que o “editorial do jornalão carioca pode dar três anos de cadeia para a famíglia Marinho”. Ele cita o artigo 299 do Código Penal que tipifica o crime de falsidade ideológica: “Omitir, em documento púbico ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita”. As penas previstas no artigo 299 são de “reclusão, de um a cinco anos, e multa, se o documento é público, e reclusão de um a três anos, e multa, se o documento é particular”.

“Em que trecho da entrevista o ministro diz que ‘o governo Lula abriu os cofres do Tesouro para cooptar de vez sindicatos’? Em que parte da entrevista, declara que as organizações da sociedade civil ‘se converteram em correias de transmissão do lulismo’? Quantas vezes Joaquim Barbosa enunciou o nome do presidente Lula e o substantivo ‘lulismo’ em sua fala ao jornalão carioca”? Diante destes crimes, o blog propõe que “a maior corporação máfio-midiática brasileira” seja processada. “Se houvesse penas, também, para os casos de lesa-jornalismo, lesa-verdade e lesa-inteligência, certamente os proprietários e editorialistas da corporação platinada pegariam prisão perpétua. Sem direito a sursis”.

Cadê o Heraldo Pereira da TV Globo?

Para apimentar a proposta do irreverente blog, fica a pergunta: quem irá processar O Globo pelo editorial? Será que o ministro Gilmar Mendes – ou “Gilmar Dantas”, como costuma chamá-lo o jornalista Paulo Henrique Amorim – tomará a iniciativa? Afinal, a rasteira deturpação prejudica diretamente a imagem do STF, que ele preside com tantos holofotes. Caso tope esta nobre tarefa, Gilmar Mendes poderia até acionar versátil Heraldo Pereira, repórter e âncora da TV Globo, para escrever uma reportagem sobre os padrões de manipulação do jornalismo brasileiro.

Afinal, segundo denúncia antiga da própria Cloaca News, o jornalista global costuma batalhar, nas suas horas vagas, alguns extras no Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), a escola do ministro Gilmar Mendes. Mestrando em direito pela UnB, ele é responsável pelo modelo seis do curso de introdução ao direito para profissionais de comunicação da instituição. Quando a denúncia veio à tona, seu nome foi misteriosamente retirado da página do IDP na internet.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>