Europa: A nova batalha de Trafalgar

Por Isaac Bigio

LONDRES, 29/6/2005. A França quer expandir o euro e deseja que a União Européia tenha suas próprias Forças Armadas e chancelaria, que se distancie do ‘unilateralismo’ e da ‘belicosidade’ dos Estados Unidos e que mantenha uma série de proteções rurais e sociais.

A Grã-Bretanha quer conservar sua moeda, rejeita a possibilidade de transformar a UE em uma ‘federação’ ou ‘superestado’. Também busca incorporar a Turquia e outros membros tornando a UE mais abrangente, mas sem ampliar sua força. Porém, busca menos regulamentação e maiores concessões aos investidores privados e trata de fazer com que o mundo seja regido por uma dupla junto a Washington.

Paris e Londres mantiveram determinados choques em suas ex-colônias centro-africanas, onde ambos passaram a apoiar grupos militares contrapostos. Agora, os países vêm travando uma Trafalgar diplomática em torno do futuro da União Européia..[Tradução: Daniele Alves]

Revista diária fundada em 13 de maio de 2000.

Seções: Sem categoria. Tags: .