“Estou tranquilo, mas indignado como todo inocente injustiçado”, afirma Lula em carta

A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, leu uma carta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no início da noite desta segunda-feira (16) para os militantes que se concentram no acampamento Lula Livre, em Curitiba (PR).

Em sua primeira manifestação após a prisão, Lula agradeceu a resistência, os gritos diários de “bom dia” e “boa noite” dos apoiadores em frente à Polícia Federal e se disse tranquilo.

“Eu ouvi o que vocês cantaram. Estou muito agradecido pela resistência e presença de vocês neste ato de solidariedade. Tenho certeza que não está longe o dia em que a Justiça valerá a pena. Na hora em que ficar definido que quem cometeu crime seja punido. E que quem não cometeu seja absolvido. Continuo desafiando a Polícia Federal da Lava Jato, o Ministério Público da Lava Jato, o Moro e a segunda instância a provarem o crime que alegam que eu cometi. Continuo acreditando na Justiça e por isso estou tranquilo, mas indignado como todo inocente fica indignado quando é injustiçado”, escreveu o ex-presidente.

A carta foi entregue à Hoffman pelos advogados de Lula. Amanhã, a presidenta do PT se encontrará pela primeira vez com o petista. Ela integrará a Comissão de Direitos Humanos que foi autorizada pela Justiça a visitar Lula na Polícia Federal.

Edição: Thalles Gomes

Fonte: Brasil de Fato

https://www.brasildefato.com.br/2018/04/16/estou-tranquilo-mas-indignado-como-todo-inocente-injusticado-afirma-lula-em-carta/

 

Share

Comentários

comentários