Em Dia Internacional, ONU pede fim da violência contra as meninas

mujeresO UNICEF estima que 70 milhões de meninas com idade entre 15 a 19 anos foram vítimas de alguma forma de violência física e cerca de 120 milhões com menos de 20 anos sofreram abusos sexuais.

No Dia Internacional das Meninas, no último sábado (11), o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, em sua mensagem, pediu a todos para colocar o fim da violência de gênero e a promoção do empoderamento das meninas e mulheres no centro da agenda de desenvolvimento global pós-2015.

Na ocasião, Ban Ki-moon observou que as meninas, em particular, enfrentam “múltiplas privações” como o acesso desigual a educação, a serviços de saúde sexual e reprodutivo, e a recursos sociais e econômicos. Além disso, ele alertou que a cultura da impunidade permite que a violência contra as meninas continue “inabalável”.

“Em todo o mundo, um número alarmante de meninas e adolescentes são agredidas, espancadas, estupradas, mutiladas e até mesmo assassinadas”, disse o secretário-geral. “A ameaça de violência nas mãos dos membros da família, parceiros, professores e colegas grosseiramente viola os seus direitos, diminui o seu poder e suprime o seu potencial”, acrescentou.

120 milhões de meninas já foram vítimas de abuso sexual

De acordo com dados compilados pelo Fundo da ONU para a Infância (UNICEF), estima-se que 70 milhões de meninas com idade entre 15 a 19 anos foram vítimas de alguma forma de violência física, e cerca de 120 milhões de meninas com menos de 20 anos já foram vítimas de relações ou outros atos sexuais forçados. No entanto, 70% das vítimas nunca pediram ajuda ou sequer reconhecem as agressões sofridas como abuso ou problema.

Além disso, em todo o mundo, atualmente, mais de 700 milhões de meninas se casaram antes dos 18 anos e cerca de 250 milhões casaram antes dos 15 anos.

“Estes números expressam uma mentalidade que tolera, perpetua e até mesmo justifica a violência – e devem soar como um alarme para todos, em todos os lugares”, disse a vice-diretora executiva do UNICEF, Geeta Rao Gupta.

O UNICEF aponta ações específicas para prevenir a violência contra as meninas que incluem garantir o direito à educação de todas as meninas; apoiar os pais, inclusive com transferências de renda; mudança de atitudes e normas por meio da participação comunitária; e fortalecer os sistemas e serviços judiciais, criminais e sociais.

Um grupo de especialistas da ONU, na ocasião do dia internacional, afirmou que empoderar as meninas e ajudá-las a alcançar o seu potencial é um passo fundamental para acabar com a violência contra as mulheres e meninas.

Eles apelaram aos países para intensificarem a luta no combate a todas as formas de violência contra as meninas de modo que vá além da conscientização e transformem essas meninas em peças-chave na decisão sobre seus futuros, através do conhecimento, capacidades, recursos e outras opções de vida.

Foto: ONU/Kate Holt

Fonte: ONU-Brasil
http://www.onu.org.br/em-dia-internacional-onu-pede-fim-da-violencia-contra-as-meninas/