Destino acerta contas com Boris Casoy

Share
Na noite desta 3ª feira (5), as dezenas de postagens no YouTube referentes aos comentários que o apresentador Boris Casoy inadvertidamente fez sobre os garis no Jornal da Band já haviam sido vistas 2,5 milhões de vezes.

Só a mais assistida estava na casa de 940 mil hits. Casoy realmente bombou na Web… só que da forma mais negativa possível.

Se alguém ainda não sabe, o noticioso levou ao ar saudações de Ano Novo de dois simpáticos garis: um senhor branco com cabelos já grisalhos e um negro na faixa de 40 anos. Causaram ótima impressão, com seu ar digno e uma alegria que não parecia forçada.

Depois, enquanto eram exibidas vinhetas, ouviu-se a voz de Casoy no fundo, comentando com a equipe:

“Que merda! Dois lixeiros desejando felicidades do alto das suas vassouras… dois lixeiros… o mais baixo da escala de trabalho!”

No dia seguinte, a mando da TV Bandeirantes, Casoy pediu “profundas desculpas aos garis e aos telespetadores da Band” pelo que escutaram em razão de um “vazamento de audio” (na verdade, só ouviram isso porque ele disse…).

Fê-lo, entretanto, de maneira burocrática e pouco convincente, não aparentando estar nem um pouco arrependido do desprezo aristocrático que manifestou pelos trabalhadores humildes.

Lembrei-me da rainha Maria Antonieta recomendando aos pobres que, se não tinham pães, que comessem bolos. Perdeu a cabeça. Casoy teve mais sorte, só quebrou a cara…

Fiquei matutando sobre o destino e seus contrapesos. Às vezes a mesma pessoa é brindada com a sorte grande num momento e tira o azar grande adiante. Ou vice-versa.

UM JUDEU COM A SUÁSTICA DO CCC

Casoy é elitista, racista, conservador e reacionário desde muito cedo.

Um velho companheiro que com ele cursou Direito no Mackenzie me contou: aos 23 anos, Casoy já era um dos líderes da ala jovem do Comando de Caça aos Comunistas, que tinha nessa faculdade um de seus focos principais.

Para quem não sabe, o CCC foi uma organização terrorista de ultradireita que, depois de integrar o esquema golpista que derrubou o governo legítimo de João Goulart, atuou como força auxiliar da ditadura, sem vínculo formal com o regime militar, mas praticando impunemente as maiores barbaridades:

  • a vandalização do teatro Ruth Escobar e o espancamento dos atores da peça Roda Viva;
  • a explosão da bomba no Teatro Opinião do RJ;
  • o seqüestro e assassinato do padre Antonio Pereira Neto, no Recife;
  • o assassinato de um secundarista na chamada “guerra da rua Maria Antônia”;
  • a invasão da PUC/SP, com o apoio da Polícia Militar, etc.

Em novembro de 1968, Casoy chegou a ser citado em reportagem da revista Cruzeiro (O comando do terror) como um dos principais membros do CCC. Eis o trecho:

“Boris Cazoy ou Kassoy estuda Direito. Locutor da Rádio Eldorado. Conclamou os alunos do Mackenzie a tomar a USP, de cuja invasão participou. Anda armado mas, segundo os colegas, é incapaz de atirar em alguém. Mora na Rua Itapeva. Acham-no mole com os comunistas”.

O jornalista, escritor e poeta Raul Longo fez a gentileza de me enviar dados complementares, segundo os quais o CCC também adotava como símbolo a suástica — detalhe que tornou Casoy, de origem judaica, malvisto no clube A Hebraica.

Ainda de acordo com Longo, alguns frequentadores do clube chegaram a xingar Casoy de “nazista”, sendo depois emboscados e espancados, sem que se identificassem os agressores.

A quartelada beneficiou Casoy, claro: foi homem de imprensa de um ministro do Governo Médici e do secretário da Agricultura de SP, Herbert Levy, outra figurinha carimbada da direita.

Mas, nem tinha texto de qualidade superior, nem era uma figura agradável na telinha, portanto estava direcionado para uma carreira mediana no jornalismo, não fosse uma moeda que caiu em pé.

HOMEM DE CONFIANÇA DO II EXÉRCITO

Isto aconteceu quando o comando do II Exército aproveitou uma frase imprudente do cronista Lourenço Diaféria (sobre mendigos urinarem na estátua de Caxias) para intervir na Folha de S. Paulo.

Os militares exigiram a destituição do diretor de redação Cláudio Abramo (trotskista histórico), o afastamento de alguns profissionais (demitidos ou realocados) e o abrandamento da linha editorial.

O proprietário Otávio Frias, que sempre se definiu como comerciante e não jornalista, negociou. Servil, aceitou até substituir Abramo por um homem de absoluta confiança do regime militar: Casoy, que editava o Painel (coluna sobre os bastidores políticos), então um espaço dos mais secundários no jornal.

Igualmente secundário era Casoy para os leitores da Folha e para os próprios militantes/simpatizantes da esquerda. Suas posições fascistóides eram ignoradas pela maioria.

Aí, como diretor de redação, calhou de ser ele o principal defensor do jornal num episódio de reação à censura.

Ou seja, sob palco iluminado, o lobo teve seu momento de cordeiro, o caçador de comunistas maquilou sua imagem para a de defensor da liberdade de expressão!

Sua carreira deslanchou. Depois de comandar a redação da Folha por sete anos (saiu para dar lugar ao filhinho do patrão), voltou a editar a coluna Painel, cuja importância crescera nesse interim.

Finalmente, tornou-se conhecido pelo grande público como apresentador do Telejornal Brasil do SBT, entre 1988 e 1997.

Novamente os fados o bafejaram. Numa emissora que investia pouco em jornalismo e não tinha reportagens para mostrar que, quantitativa e qualitativamente, chegassem nem perto das exibidas pela Rede Globo, o jeito foi deixar crescer o espaço do apresentador.

BORDÕES, POPULISMO E JUSTIÇA ILUSÓRIA

Casoy pôde, assim, atuar como um âncora à moda dos EUA, fazendo comentários catárticos sobre episódios de corrupção política (principalmente) que eram concluídos com um ou outro de seus bordões habituais: “Isto é uma vergonha!” e “É preciso passar o Brasil a limpo!”.

Ou seja, para telespectadores da classe “C” e “D”, ele passou a personificar o justiceiro que atirava a verdade na cara dos poderosos.

É um público que, em sua ingenuidade, valoriza desmesuradamente essa justiça retórica e ilusória, sem perceber que, depois do desabafo, continua tudo na mesma…

Assim, por novo golpe do destino, um comunicador azedo conquistou a simpatia dos pobres e dos muito pobres, ao expressar seu inconformismo impotente face às agruras que os atingem e eles são incapazes de compreender em toda sua extensão.

É fácil canalizar seu justo ressentimento contra os políticos desonestos. Tanto quanto é conveniente, para os poderosos, mantê-los na ignorância de que o maior vilão em suas sofridas existências atende pelo nome de capitalismo.

Servindo tão bem os interesses do sistema, Casoy atravessou as duas últimas décadas como um aclamado populista televisivo de direita.

Só teve alguns percalços ao exagerar na dose contra o Governo Lula, mas seus pés de barro continuaram, tanto quanto possível, ignorados pelo grande público.

Agora, um acaso revelou ao Brasil inteiro que indivíduo insensível e preconceituoso é, na verdade, Boris Casoy.

Alguns viram este episódio como um exemplo da justiça divina em ação. Quem sabe?

Obs.: depois de já divulgado o artigo, fiz esta nova versão, com o acréscimo de informações que me foram passadas pelo Raul Longo e da citação a respeito do Casoy na reportagem da revista “O Cruzeiro” sobre o CCC.

Share

51 thoughts on “Destino acerta contas com Boris Casoy

  1. “Agora, um acaso revelou ao Brasil inteiro que indivíduo insensível e preconceituoso é, na verdade, Boris Casoy.
    Alguns viram este episódio como um exemplo da justiça divina em ação. Quem sabe”

    Sim…quem sabe?
    O acaso é importante na vida
    A jusiça humana pode tardar,
    mas gostei da hipótese da justiça divina em ação.
    Quem sabe?

  2. Foi péssimo o que o Boris disse…
    No entanto, acho que episódios como este acontecem às dúzias, diariamente, em todos os orgãos de imprensa. Apenas não ficamos sabendo.
    Mas antes cair a máscara de um que de nenhum, não é mesmo?

  3. Eh, simplesmente ridiculo esse episodio!
    Realmente deve acontecer inumeros comentarios como esses.
    Mas uma hora, como o amigo acima disse, a mascara cai. Eh bom acontecer essas coisas, para sabermos quem realmente eh essa pessoa, esse reporter que se diz tao conssagrado!
    O pior eh a Band manter esse incompetente ne…
    Fazer o que, isso eh o Brasil!

  4. Queria ver o que seria de nós se não fosse o trabalho duro e honesto dos nossos lixeiros, garis e serventes.
    Ao contrário, o chamado âncora da tv brasileira é um cargo totalmente dispensável. Ainda mais quando vem com idéias reacionárias e preconceituosas. Com certeza ele deve ter medo da Comissão da Verdade e Justiça. Será que ele foi um dos organizadores da passeata do “Cansei”?

  5. Vale a pena lembrar que, pior que a bactéria que se manifesta causando prejuízos à saude da população, é a responsabilidade do dono do estabelecimento que não dedetiza e higieniza o ambiente.

  6. Esse calhorda chamado Boris Casoy continua fazendo o jornal da band normalmente como se nada tivesse acontecido, por outro lado a bandeirantes fechou os olhos para a vergonha nacional.

  7. É muito triste ver e ouvir um jornalista que deveria ser o porta voz da sociedade, informar a todos buscando a imparcialidade manifestar tamanha estupidez…se ele como jornalista que viu como é uma ditadura seja ela de esquerda ou de direita pensa assim que esperança nos resta guardar???

  8. “O homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca.” (Lucas6:45) Nós, como brasileiros, não podemos deixar um acontecimento deste ser esquecido. Deve-se usar este episódio não somente para condenar o Boris Casoy, mas também para refletir sobre o preconceito, porque o brasileiro tem a equivocada idéia que não há preconceito neste país. É triste ver como uma pessoa “que se acha tão esclarecido” não perceba o quanto TODOS os profissionais (sejam de que classe social for) são importantes para nossa sociedade.

  9. Muito bom este texto fez um apanhado importante da carreira deste sujeito.
    Acompanhei todos estes fatos que vive como opositora do regime militar. Parabéns, desmarcarar este sujeito é o único lado positivo deste triste episódio!

  10. O Brasil e a Tv Bandeirantes deveriam banir esse tipo de gente da face da terra. Essa pessoa não merece o destaque de jornalista e,nem deveria estar apresentando um jornal em,que pelo menos tinha a minha confiança e, minha credibilidade. Creio que muita gente tambèm perdeu essa confiança. A mascara deste preconceituoso caiu de vez.

  11. Boris, o Casoy foi de uma truculência… Só entendi essa truculência depois de ler o texto aí de cima. Então, já era de se esperar o que aconteceu pois ele foi sincero,ou seja, um idiota, preconceituoso e elitista. Agora, a Bandeirantes não se manifestar a respeito e ainda mante-lo no ar, isso sim É UMA VERGONHA!

  12. O povo tem memória curta, infelizamente.
    Essa do Bóris não foi nenhuma NOVIDADE. É só nos lembrarmos do ex-presidente FERNANDO HENRIQUE, quando chamou os APOSENTADOS DE VAGABUNDOS, e o do ex-governador mineiro HÉLIO GARCIA, que, IN ILLO TEMPORE, havia afirmado, durante uma GREVE das PROFESSORAS, que elas NÃO GANHAVAM MAL”, apenas eram “MAL CASADAS”.
    AH … SE O POVO TOMASSE CONSCIÊNCIA!!! A nenhum governo interessa o CONTROLE DA NATALIDADE. Quem vai querer “pegar na massa”???!!!
    MUNDO C R U E L, F A L S O, mascarado, anticristão, incluindo TODOS OS RELIGIOSOS com carinha de SANTO. BÓRIS CASOY é apenas “mais um” nessa longa história lamacenta. E … o pior: com o APOIO da MÍDIA. Vamos ANULAR os VOTOS minha gente.
    Amigos, continuemos na LUTA denunciando as falcatruas, os mascarados.
    ————-

  13. Sr. Boris Casoy

    O profissional pode até ser competente, mas o ser humano é desprezivel.
    Situações como estas permitem ao público conhecerem a indole e o carater da pessoa por trás da máscara da TV.
    Bem vindo ao time de Pelé, Pedro Bial, FHC e muitos outros .

    É UMA VERGONHA!

  14. E que dizer dos risos que se ouve quando o Boris humilha os garis.
    Com certeza os jornalistas que riram tem a mesma arrogância que ele.

  15. Se a Bandeirante fosse outra empressa, ja teria colocado no olho da rua,mas nao engoliu a seco.Espero que esses gariS abram um processo contra o senhor BORIS CASOY e a bandeirante.ISSO E UMA VERGONHA PARA O NOSSO BRASIL.

  16. Parabéns pelo texto.
    O fato e tela, é um fator a ser considerado pelas pelas pessoas, principalmente as mais humildes, no que tange a idoniedade dos apresentadores.Muito facil estar atráz de uma bancada omitindo opiniões para agradarem ao público. Ocorre que,no seu âmago,seu interior, é como amaioria preconceituosa desse pais, eleticista, e sem importar-se verdadeiramente com o desenvolvimento humano. Não obstante, resta claro a necessidade deste nosso querido Brasil ser de um povo educado, de frequentadores de escolas, para que os humildes de hoje, possam ser um crítico de amanhã, retirando dos meios, pessoas do nivél de Boris Casoy.

    Abimael Teixeira.
    bacharel em direito.

  17. Concordo que o Boris errou e que deve pagar por isso.
    No entanto, contestar a sua competência como jornalista é uma injustiça.
    Vivemos numa democracia e todos têm o direito de se posicionar… Ninguém reclama quando o jornalista se mostra petista ou comunista. O Boris é mais direitista mesmo. Ele tem o direito de se posicionar assim. Todo mundo que critica o governo LULA no Brasil está sendo massacrado. É muito mais cômodo neste momento se alinhar ao governo, esquecer as falcatruas e exaltar o bolsa família. Se o Boris aceitasse fazer isso estaria na Record até hoje. Alguém duvida que o governo usas as cotas de patrocínio das estatais (BB, Correios, Petrobrás) pra chantagear as emissoras?
    Quem teve coragem de denunciar e insistir no esquema BANESTADO??? Será que era invenção do Boris?

  18. Dese que essa figura iniciou na BAND, tenho ouvido as opiniões e comentários mais idiotas dessa peça rara. Gosto muito da Band, ótimos profissionais, mas essa figura onde passa contamina o ambiente, espero SINCERAMENTE que a BAND DISPENSE E MANDE o Sr. Boris para sua CASOY, E QUE FIQUE POR LÁ DE PIJAMA POR MUITO TEMPO, SE LAMENTANDO E RELFETINDO DAS BESTERIAS QUE COMETEU.
    Espero ainda que no programa CQC os caras divulguem essa GAFE e que o gauchinho pare de aclamar BORIS, BORIS BORIS!!! ninguém mereçe

  19. Se fosse uma expressão da língua portuguesa, Boris Casoy seria sinônimo de elitista, preconceituoso, intolerante, entre outros da mesma espécie. Desejo, sinceramente, que a BAND coloque Boris Casoy no olho da rua. Se depender de mim, a audiência do telejornal apresentado por este infeliz vai a zero. Também estou aguardando esse ato de hostilidade no TOP FIVE do CQC.

  20. Pior do que falar, é saber que ele tem esse pensamento preconceituoso!!
    O pedido de desculpas, com certeza, foi uma imposição da emissora.

  21. Em todas as profissões, existem os bons e os maus profissionais.O cidadão a quem nos referimos, faz parte da banda podre,hipócrita,da escória, ou seja, caiu de para-quedas, em uma categoria, onde existem profissionais de gabarito,(o que não é o caso dele).Felizmente,na minha casa, ele não entra, pois tenho o livre arbítrio de mudar de canal, e não escutar as frases feitas e a voz de taquara rachada desse idiota.Fica aqui, o meu repúdio, a um cara que se diz “profissional de imprensa”.Brincadeira/////////.

  22. O que diria Adolf Hitler sobre Boris Casoy: “Que merda! Um judeu apresentando um telejornal. Do alto de sua raça inferior! O mais baixo na escala humana!
    Responder

  23. Não acho que o destinho acertou as contas com o sr. Boris, pois o destino nada sofreu. Quem sofreu e ainda sofre, são os “garis” e os “pobres”, alvos do preconceito do jornalista. Sugiro que seja dada a ele a mesma pena prevista em constituição por racismo, preconceito e intolerancia. Isso, após ele ser afastado dos meios de comunicação… Acorda, BAND!

  24. Sr. Boris,Ficou faltando o seu bordão, às suas insensíveis palavras : ” ISTO É A MINHA VERGONHA “”…..Para usar da mesma medida com que julga os outros……..

  25. Meu Deus, êste Sr. ainda continua a apresentar tele-jornais. É um grande sem-vergonha. Esta peça é uma afronta a qualquer ser humano digno. É importante que êste Sr. saiba que é REPUGNANTE !!! Não é bem vindo à nossa casa (mesmo que virtualmente). Suas falas chegam a causar risos. Talvez seja melhor que continue a aparecer na TV, quanto mais aparece mais é execrado.
    É um ser pequeno. Minúsculo. Acabado. Chega a dar dó. Mas, tem a esperteza. Se acha inteligente. É perigoso.
    Mas é um ser menor. E continuará sendo. Sempre.

  26. O cara de pau continua por aí.
    Apresenta um programa nas altas madrugadas que acredito que poucas pessoas tem paciência para assistir. É um boneco. Saí fora Casoy. O Sr. está sendo acompanhado. Tenha um pouco de respeito pelas pessoas que assistem TV. Sua época foi e nunca deveria ter acontecido. Fique fora da nossa vida. Vá para um sítio qualquer curtir as besteiras que falou.
    Para terminar:
    Estamos esperando a Bandeirantes convocar o Sr. Casoy para mediar confrontos entre políticos para BOTAR A BOCA NO TROMBONE.
    Ou o Sr. Casoy acha que vai poder apresentar programas de debates políticos impunemente.
    A TV Bandeirantes não adotou os procedimentos esperados. Esperamos que adote. Ainda há tempo.
    SAÍ FORA Casoy !!!
    Não vamos esquecer !!!
    Esperamos que as ações judiciais sejam encaradas como posições da população brasileira esperando por justiça.
    NÃO PODEMOS ESQUECER !!!
    NÃO VAMOS ESQUECER !!!

  27. Sr Boris Casoy, se que merece ser chamado de Sr. Vc é
    tão ridículo tanto como pessoa e mais ainda como jornalista, a Band deveria ter vergonha de coloca-lo no ar… que saber a seu ultimo comentário dentre tantas asneiras e vc diz… comentou sobre o logo da copa de 2014 que horrorosa que ninguem gostou, vc perguntou pra
    mim ou alguem da minha familia pra incluirmos no seu comentário não né… então limite-se a dar sua opinião pessoal e não falar que ninguem gostou…
    Eu tenho nojo do seu modo de falar com essa boca mucha nojenta parece um bangela vai cuidar do seu visual primeiro. Ou será que essa boca nojenta é de propósito
    porque só sai besteiras. Band por favor tire esse lixo do ar.

  28. Em meu comentário acima errei a palavra banguela, é que
    estava tendo uma crise de estomago, band quando esse sujeito te paga pra ir pro ar… fico indiguinada em ver uma pessoa tão ridicula, nojenta, criticando a todos
    e tirando o emprego de otimos jornalistas que estão fora do ar, jornalista foi feiro para passar a noticia e não ficar dando sua opinião particular.ficaria a noite
    toda criticando esse ser,mas não vou dar mais ibope pra ele tenho mais o que fazer

  29. Bem, ele disse.. foi infeliz ao dizer isso.. Mas ele é um dos pouco que falam na tv o que muitos brasileiros sentem vontade de falar referente a polica, e outros problemas do Brasil. Tiro meu chapeu para ele..

  30. O Sr. Casoy passou a ser uma pessoa não grata (graças ao bom senso da opinião pública) e a TV Bandeirantes chegou ao limite da FALTA de bom senso ao deixar êste senhor apresentar (pior ainda: mediar) o programa “debate entre candidatos para o governo de São Paulo”.
    Pessoa ridícula em casa ridícula !!!
    Pessoa ridícula em jornalismo ridículo !!!
    Jornalismo baixo !!!
    Jornalismo enganoso !!!
    Jornalismo devasso !!!
    Jornalismo lixo !!!
    Jornalismo revoltante !!!
    Jornalismo desacreditado !!!
    TV desacriditada !!!

  31. Em relação ao e-mail anterior….
    Alterando, em tempo, a palavra “desacriditada” para “desacreditada”

  32. Sem dúvida que esse Bóris é um bossal. Onde já se viu, logo uma pessoa que se diz tão culta como ele se mostrar tão desumano e preconceituoso.
    Mas é desde a época da ditadura que Bóris Casoy perence a uma elite podre de arrongantes que se acham acima do bem e do mal.
    Garanto que os trabalhadores em questão são muito mais dignos do que ele.
    Episódios como esses servem para se ver quem é quem nos bastidores da televisão brasileira.

  33. este sujeito nunca me eganou serviu a ditadores e agora se apresenta como um cao feros defensor da liberdade eu sempre o tive como um calhorda mas espero queas maos do justo deus o faca pagar por tudo de mal que este traste fez com seus semelhantes .

  34. Está quase completando um ano o caso Casoy !
    Estamos acompanhando a queda de prestígio deste sr. e da emissora Bandeirantes.
    Em especial a queda moral do sr. Fernando Mitre.
    Como podem estes dois srs. fazer comentários sobre políticos corruptos, sem moral e sem ética ???
    Olhe para sua casa, antes de falar mal das dos outros !

  35. EU TINHA ESPERANÇA DE QUE A BAND, UMA TELEVISÃO QUE EU TANTO RESPEITO, RETIRASSE DO AR IMEDIATAMENTE ESSA COISA CHAMADA “BORIS ” DO AR DEPOIS DE TER MOSTRADO SUA VERDADEIRA CARA. OUTRA COISA TAMBÉM, ADORA FALAR MAL DO EX PRESIDENTE LULA. DEVERIA LAVAR AQUELA BOCA NOJENTA PARA FAZER ISSO, POIS O EX PRESIDENTE TEM SERVIÇO PRESTADO PARA O PAIS E ESTE INFELIZ O QUE FEZ PELO NOSSO POVO. DEPRECIOU E CONTINUA DEPRECIANDO NÓS, TRABALHADORES MAIS DIGNOS DO NOSSO PAIS. ( OPERÁRIOS METALURGICOS, GARIS, ETC, ETC.) QUEM ESSE LIXO PODRE PENSA QUE É? BAND, QUER CONTINUAR OBTENDO O RESPEITO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA? DÊ FIM NESSE LIXO IMPRESTÁVEL E DESCARTÁVEL. OBRIGADA.

  36. Acho que nenhum jornalista deveria fazer comentários sobre fatos noticiados, eles estão lá para passar a informação, fazendo seu numero teatral ou não, como a Globo faz, “Uma Noticia triste” é antecedida pela cara triste do apresentador, antes dele falar voce já sabe o teor e vice versa para noticias alegres.
    Boris Casói é e sempre será “Uma vergonha” para o Brasil.

  37. É o brasil que está sendo passado a limpo; demora mas esses tipos aí, cedo ou mais tarde, são desmacarados, hipócrita de meia tigela,falou tanto e tentou apagar fogo com gasolina é, diz agora cara de pau, “o que eu disse é uma vergonha”, ou coisa de…..Ah.Ah.Ah.Ah.Ah.Ah.Ah.Ah.Ah.ah.Ah

  38. Lamentavelmente, as coisas no Brasil acontecem tardiamente. Por que só agora se informa sobre o passado nazista de Boris Casoy???
    Este arrogante, farsante e fascista tinha que ser desmascarado há muito tempo. Em novembro de 1968, a revista O Cruzeiro já havia denunciado Casoy como integrante do grupo terrorista CCC. Consequentemente, as pessoas com mais idade, que viveram aquele triste período da história brasileira, tinham que saber – e muitas sabiam – quem era o apresentador raivoso, histérico, que fazia comentários no SBT, vendendo a imagem de defensor da moralidade. A omissâo destes beneficiou Boris. Esta omissâo é uma grande vergonha!!! Deixaram esta besta se projetar no jornalismo brasileiro.
    Em 2002, o jornalista, Antônio Pimenta Neves, ex-diretor do Estadâo, me contou o seguinte: “Boris foi do CCC. Além disso, ele é homossexual.”
    Por isto, pensei que o passado nazista de Boris Casoy fosse de conhecimento público. Nâo era. Por esta razâo, fiquei surpreso com as informaçôes que agora encontrei na internet, confirmando o vínculo de Boris com CCC.
    Precisamos conhecer a verdade.

  39. SOU estudante de história, para você ver como sociedade tem mémoria curta,não tem muito tempo que golpe militar acabou, fico mais supresa em ver jornalista que usa como bordao ISSO É UMA VERGONHA,ter participado de um grupo terrorista CCC.FICO triste em dizer que isso e uma grande minoria que sabemos, porque existe uma lei que essas pessoas não pode ser julgada ném identificada,então meus claros cidadões jamais conheceremos a verdade.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>