Da cruz do aluguel, á vida com dignidade, nas ocupações

Na Ocupação Rosa Leão, em Belo Horizonte e Santa Luzia, MG, ontem, dia 24/01/2015, houve reuniões em todas as 16 quadras da comunidade. O povo segue se fortalecendo internamente, melhorando a organização e superando todos os problemas com diálogo, discussão coletiva e companheirismo. Já são mais de 1000 casas de alvenaria construídas ou em construção.

Centenas de hortas nos quintais. Curso de formação Política com formatura para o dia 29/01/2015. Parabéns à coordenação da Ocupação-comunidade Rosa Leão que, com muito trabalho, dedicação, humildade e determinação, segue guiando a comunidade e, assim, afugentando o fantasma do despejo. Eis o peso da cruz do aluguel: Se todas as 8 mil famílias das Ocupações da Isidora (Rosa Leão, Esperança e Vitória) estivessem pagando aluguel, água e energia, em média R$600,00 de aluguel/mês, mais R$200,00 de água e energia/mês, teriam gasto, em 1,5 ano o equivalente a 115.200.000,00 (Cento e quinze milhões e duzentos mil reais).

Em Belo Horizonte, estima-se que o déficit habitacional esteja em 150 mil moradias. Ou seja, 150 mil famílias pagando por mês, em média R$600,00, mais R$200,00 de água e energia, gastam 120.000.000,00 (Centro e vinte milhões de reais). Eis a violência da especulação imobiliária. Temos motivos de sobra para, de cabeça erguida, seguirmos fortalecendo as ocupações e libertando os pobres da pesadíssima cruz do aluguel ou da humilhação que é sobreviver de favor

Frei Gilvander Moreira, Frei e Padre Carmelita, mestre em Exegese Bíblica/Ciências Bíblicas, professor de Teologia Bíblica, assessor da CPT, CEBI, CEBs, SAB e Via Campesina; e-mail: [email protected] – www.gilvander.org.br – facebook: gilvander.moreira – www.twitter.com/gilvanderluis

Seções: Direitos Humanos, Moradia.