Cúpula da ONU: ‘Segurança humana depende da segurança em saúde’, adverte Ban

Para o secretário-geral da ONU, o fortalecimento de sistemas de saúde, principalmente em países menos desenvolvidos, é a única solução para evitar surtos inesperados de doenças.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, advertiu, ontem (26), que nos próximos anos surtos inesperados de doenças aparecerão e as sociedades precisam lidar com estes desafios proativamente para garantir nações e um mundo mais seguro. “A segurança humana depende da segurança em saúde”, alertou.

“Isso requer financiamento previsível para sistemas de saúde acessíveis e efetivos”, disse o chefe da ONU a líderes de governo e representantes da ONU em um evento paralelo da Cúpula de Desenvolvimento Sustentável, reiterando que a Organização Mundial da Saúde (OMS) precisa contar com a autoridade, recursos e capacidade para fornecer a liderança global em tempos de crise.

“O sucesso depende da habilidade de antecipar esses surtos, reagir rapidamente para restringir sua propagação e prevenir o sofrimento”, disse Ban, lembrando que há menos de um ano mais de 500 pessoas eram diagnosticadas com ebola todas as semanas na Guiné, Libéria e Serra Leoa. “Hoje, no entanto, graças a uma liderança decisiva, a doença desapareceu da Libéria e registra quedas impressionantes em outros países da África Ocidental.”

O chefe da ONU parabenizou várias iniciativas regionais e globais para fortalecer os sistemas de saúde. Entre elas, a promessa do grupo de sete países mais industrializados para fortalecer os sistemas de saúde e assistir os 60 países menos desenvolvidos na implementação de normas internacionais; o estabelecimento de um novo mecanismo de financiamento para emergências pandêmicas do Banco Mundial; e a decisão da União Africana de criar um Centro Africano para Controle e Prevenção de Doenças.

Fonte: Nações Unidas – Brasil
http://nacoesunidas.org/cupula-do-desenvolvimento-sustentavel-seguranca-humana-depende-da-seguranca-em-saude-adverte-ban/

Comentários

comentários