Credibilidade abalada

Num esforço para aumentar a pressão sobre a Coréia do Norte, o governo Bush disse a seus aliados asiáticos no início do ano que Pyongyang exportara material nuclear para a Líbia. Esta foi uma nova acusação importante por ter sido a primeira alegação de que os norte-coreanos estavam ajudando na criação de um novo Estado com armas nucleares. Mas isso não é o que os serviços de inteligência americanos relataram, de acordo com dois funcionários com conhecimento detalhado da transação.

A Coréia do Norte, segundo os espiões, forneceu hexafluorido — que pode ser enriquecido para urânio capaz de ser usado como arma — para o Paquistão. Foi este país, um aliado-chave dos EUA e que possui um arsenal nuclear, que vendeu o material para a Líbia. Os EUA não tinham qualquer indício de que a Coréia do Norte sabia disso. Por Dafna Linzer, do Washington Post, via O Globo.

Comentários

comentários