Congresso de Terapia Comunitária em Beberibe

Voltava do congresso de terapeutas em Beberibe. Hotel Praia das Fontes. Sol, mar, areia. Ocas do Índio. Tantos rostos, novas esperanças, o calor da amizade, a certeza do rumo certo. A emoção ao escutar a companheira que viera vendendo lixo reciclado para pagar a sua passagem. As vozes, os rostos. Sabia não ter muito a dizer. No entanto, tentaria. Tentaria lembrar do que marcara esses dias. Pessoas novas e já conhecidas. Os presentes e os ausentes. O realizado e a expansão da TC por Europa e América hispânica. Os desafios. Os primeiros passos. Ume fé que se atiça. O café da manhã no restaurante de tijolos. Os arcos como de um convento antigo ou de um circo romano. Os jardins. As mesas na recepção. Os certificados antes de partir. A rua dos sabores e saberes. Os risos, as danças, a rapadura na cabana. Os posters e os banners com os trabalhos realizados. Guardaria estas lembranças, alimentar-se ia sem cessar daqulo guardado dentro de si. Tanta alegria, tanta esperança.