Comissão Nacional da Verdade apresenta Relatório à OEA

Após exposição, feita em Washington (EUA), Comissão Interamericana de Direitos Humanos parabeniza governo brasileiro pelo trabalho

A Comissão Nacional da Verdade (CNV) apresentou à Organização dos Estados Americanos (OEA), em 11 de dezembro de 2014, seu Relatório sobre graves violações de direitos humanos ocorridas no Brasil entre 1946 e 1988, com destaque ao período da ditadura militar (1964-1985). A exposição foi feita em sessão especial sobre o direito à verdade, organizada pelo conselho permanente da OEA, em Washington, nos Estados Unidos.

Carolina Melo, assessora da CNV, e Carla Osmo, pesquisadora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), apresentaram os três volumes do Relatório e as conclusões de dois anos e meio de trabalho, tempo de vigência da CNV em que foram apurados crimes cometidos pelo Estado brasileiro.

Ao final da sessão, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), órgão com a função de promover e observar o respeito aos direitos humanos na região dos Estados americanos, parabenizou a CNV e o governo brasileiro pela conclusão do Relatório. Segundo a CIDH, “a luta contra as graves violações de direitos humanos e a publicação dos resultados do trabalho da Comissão da Verdade contribuem para o fortalecimento do Estado democrático de direito e para a democracia nas Américas e no mundo e dão voz e esperança às vítimas e seus familiares”.

Leia a íntegra do Relatório da Comissão Nacional da Verdade:
Fonte: Comissão Nacional da Verdade
(14-01-2015)