Comemorando

Depois de mais de 24 horas de viagem, cheguei ontem à noite ao aeroporto de Zurick na Suiça. De lá uma amiga me esperava e me trouxe para Berna, mais duas horas em trem.

Berna é a capital da Suiça. Uma cidade medieval, muito alemã em termos de arquitetura e de cultura. Cidade de mais de cem mil habitantes. Aqui amanhã devo falar no Encontro das Igrejas evangélicas sobre a missão das Igrejas com relação à crise ecológica e especialmente com relação ao problema da água.

Hoje, pela manhã um encontro com a equipe da organização da Igreja evangélica que promove o estudo. Almoço com uma família de agricultores que trabalham na solidariedade com a América Latina.

Aqui sentimos como a língua é um problema de cultura. Mesmo quem fala a mesma língua, nem sempre fala a mesma linguagem. Eu não falo alemão. O pessoal fala francês ou espanhol e por isso podemos nos comunicar. Mas, é incrível falar francês ou espanhol com esses irmãos que pensam em alemão. E eu penso em brasileiro. Mas, Deus nos ajuda.

Problema sério para mim é o clima. Hoje pela manhã, zero graus. E agora, é melhor, mas de todo modo, muito frio e como é montanha, um frio úmido. Com minha insuficiência respiratória, tenho de tomar cuidado.

Hoje, Deus me dá a graça de completar 71 anos. E, apesar de tudo, me sinto bem. Com vários problemas de saúde, mas bem comigo mesmo e em profunda comunhão com os irmãos e irmãs aos quais me proponho servir. Agradeço profundamente a Deus o carinho de meus irmãos de sangue e os outros tantos que Deus foi me dando no decorrer da vida. Tanta gente boa. Maior presente que alguém pode receber de Deus: a alegria de se sentir bem com tanta gente a quem se ama. Graças a Deus.