Coisas pequenas, em lugares pouco importantes, feitas por gente simples.

Hoje li, num boletim das CEBs que me foi enviado por um amigo do Movimento das Comunidades Populares, estes dizeres:

Gente simples
fazendo coisas pequenas
em lugares pouco importantes
conseguem mudanças extraordinárias.

Poucas vezes, tão poucas palavras me tocaram tão profundamente. Talvez porque, nestes últimos tempos, um pouco na perspectiva da vida vivida nestes já muitos anos, o que me fica, é a sensação de que o que a gente faz, são coisas pequenas. Podes perceber? Pequenas coisas. Um bom dia, um da licença, um obrigado. Um olhar uma flor, uma estrela, o mar, e se admirar. Se admirar de estar vivo.

Nestes últimos tempos, esta certeza tem ido se fincando em mim, tem ido ficando cada vez mais clara. E ao ler estas palavras tão diretas, contundentes, soube que era isso, que é isso. Coisas pequenas, em lugares pouco importantes, feitas por gente simples.